Juíza do Fórum Criminal de João Pessoa, Francilucy Rejane de Sousa Mota, condenou ontem (29), o ex-policial rodoviário federal, Mozart Ribeiro, foi condenado a 21 anos de prisão em regime fechado, por matar o empresário Osvaldo Neiva Filho, dentro de casa a tiros.

 

A defesa do acusado, o advogado Sheyner Ásfora, disse que vai recorrer da sentença do Tribunal do Júri. O Mozart respondia pelo crime tipificado.

 

O assassinato aconteceu em 26 de dezembro de 2013, no Condomínio Cabo Branco Privê. O crime aconteceu após uma discussão entre o suspeito e a vítima.

 

 

 

Redação

 


Saiba mais sobre Certificação Digital no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas Certificação Digital. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Incêndio supostamente criminal destrói quiosques no mercado público de Pocinhos

Internautas enviaram imagens a imprensa relatando que três quiosques no mercado público da cidade de Pocinhos pagaram fogo na noite de ontem (21). O registro foi feito por moradores que…

TransParaíba: bando furta quase 500 tubos e causa prejuízo de R$ 1,4 mi

Uma ação orquestrada e estruturada. É assim que a Polícia Civil da região de Picuí, no Curimataú paraibano, está classificando o furto de cerca de 460 tubos da adutora TransParaíba…