Juíza do Fórum Criminal de João Pessoa, Francilucy Rejane de Sousa Mota, condenou ontem (29), o ex-policial rodoviário federal, Mozart Ribeiro, foi condenado a 21 anos de prisão em regime fechado, por matar o empresário Osvaldo Neiva Filho, dentro de casa a tiros.

 

A defesa do acusado, o advogado Sheyner Ásfora, disse que vai recorrer da sentença do Tribunal do Júri. O Mozart respondia pelo crime tipificado.

 

O assassinato aconteceu em 26 de dezembro de 2013, no Condomínio Cabo Branco Privê. O crime aconteceu após uma discussão entre o suspeito e a vítima.

 

 

 

Redação

 


Saiba mais sobre Certificação Digital no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas Certificação Digital. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Polícia prende suspeito de homicídio na região metropolitana da Capital

Em menos de cinco horas, a Polícia Militar localizou e prendeu um dos suspeitos de um homicídio ocorrido nesse domingo (8), na cidade de Santa Rita, região metropolitana de João…

Polícia captura foragido que pode ter envolvimento em ataques contra bancos

Mais um foragido do sistema prisional foi capturado pela Polícia Militar, durante as ações de final de semana. Dessa vez, o fugitivo de 26 anos de idade foi localizado na…