Juíza do Fórum Criminal de João Pessoa, Francilucy Rejane de Sousa Mota, condenou ontem (29), o ex-policial rodoviário federal, Mozart Ribeiro, foi condenado a 21 anos de prisão em regime fechado, por matar o empresário Osvaldo Neiva Filho, dentro de casa a tiros.

 

A defesa do acusado, o advogado Sheyner Ásfora, disse que vai recorrer da sentença do Tribunal do Júri. O Mozart respondia pelo crime tipificado.

 

O assassinato aconteceu em 26 de dezembro de 2013, no Condomínio Cabo Branco Privê. O crime aconteceu após uma discussão entre o suspeito e a vítima.

 

 

 

Redação

 


Saiba mais sobre Certificação Digital no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas Certificação Digital. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Veículo perde o controle e capota no acesso oeste, sentido Bayeux-João Pessoa

Um casal ficou ferido, após seu veículo capotar na tarde deste domingo (13), no Acesso Oeste, sentido Bayeux João Pessoa. Segundo Polícia Militar, o casal seguia na rodovia quando um…

Integrante do TCE-PB morre enquanto acompanhava filha em competição

Morreu ontem (12), a auditora de contas públicas Ana Lúcia da Silva Santos Pereira, 50 anos, vítima de infarto, enquanto acompanhava a filha Ana Beatriz, atleta da seleção paraibana no…