A Paraíba o tempo todo  |

Entre 2011 e 2018: números de crimes contra a vida têm redução na PB

A Paraíba diminuiu, por sete anos consecutivos, os crimes contra a vida, com uma redução acumulada de 32% durante esse período. Enquanto em 2011, 1.680 pessoas morreram por Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI), em 2018 esse número caiu para 1.210. Essas informações são do documento produzido pelo Núcleo de Análise Criminal e Estatística (Nace) da Secretaria da Segurança e da Defesa Social (Sesds) – o Anuário da Segurança Pública 2018.

 

Além disso, com a 3ª menor taxa de CVLI do Nordeste, a Paraíba caiu 13 posições no ranking de estados mais violentos, saindo de 44,3 assassinatos por 100 mil habitantes em 2011, para 30,3 em 2018.

 

O secretário de Segurança Pública, Jean Nunes, enfatizou que ações direcionadas e planejamentos estratégicos fizeram com que a Paraíba atingisse esse resultado. “Nenhum estado da federação reduziu sete anos consecutivos como a Paraíba. Janeiro de 2019 teve a maior redução de homicídios comparada aos últimos dez anos, o equivalente a 41%. Estes dados comprovam que estamos no caminho certo, em relação a política de segurança pública com ações direcionadas e planejamentos estratégicos”, frisou.

 

Ainda segundo dados da Sesds, janeiro de 2019 foi o mês com menor registro de assassinatos na Paraíba, desde a implantação do Programa Paraíba Unida pela Paz. O governador João Azevêdo enfatizou, no final do mês passado, durante a solenidade que anunciou a criação do batalhão motorizado, que esses dados demonstram a força da política de segurança pública implantada no Estado nos últimos anos.

 

Mulheres – A Paraíba teve uma redução acumulada de 33% na taxa de CVLI contra a mulher, desde 2010. Além disso, saiu da 4ª posição no ranking dos estados com maiores taxas de homicídios de mulheres, em 2010, para a 19ª, em 2017.

 

 

 

Redação

 


Leia mais notícias sobre o mundo jurídico no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe