Foi presa na tarde deste sábado (11), após policiais cumprirem mandado de prisão, a empresária Taciana Ribeiro Coutinho, suspeita de matar o marido, Elton Pessoa, a tiros na tarde da sexta-feira (10), na fazenda Zumbi, em Sapé. A prisão preventiva da acusada foi convertida em prisão domiciliar.

De acordo com o advogado Genival Veloso França, Taciana teria se apresentado às 15h na Delegacia de Homicídios de João Pessoa, onde foi interrogada. Durante depoimento, ela alegou legítima defesa.

Após o depoimento, Taciana teve sua prisão preventiva convertida em prisão domiciliar. Ela foi levada a um presídio, onde se submeteu ao uso de uma tornozeleira eletrônica. Logo em seguida a empresário foi conduzida a sua residência. A defesa alega que a empresária estaria sendo vitima de violência doméstica há tempos.

A arma do crime, que era de Elton, está com a perícia.

O CRIME

O crime aconteceu no final da tarde da última sexta-feira (10), onde a empresária, o esposo e o filho estavam isolado com a família, em Sapé, devido à pandemia de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

Taciana disse que o crime ocorreu após uma discussão entre o casal e alegou que agiu em legítima defesa. Apesar de não apresentar ferimentos, a empresária foi submetida a exames de corpo de delito.

O corpo do empresário Helton Pessoa foi enterrado no fim da tarde deste sábado (11), no município de Arara, no Agreste paraibano.

 

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Suspeito de manter ex-esposa em cárcere privado é preso no Sertão

A Polícia Militar prendeu um homem no Sertão paraibanos acusado de manter a esposa em cárcere privado. De acordo com a polícia, o suspeito não aceita o fim do relacionamento.…

Motociclista morre após colidir em poste na PB-079, em Alagoa Grande

Um motociclista identificado com José Rodolfo, de 23 anos, morreu na manhã deste domingo (31) após colidir a moto que pilotava em um poste, às margens da PB 079. O…