Por pbagora.com.br

Foi presa na tarde deste sábado (11), após policiais cumprirem mandado de prisão, a empresária Taciana Ribeiro Coutinho, suspeita de matar o marido, Elton Pessoa, a tiros na tarde da sexta-feira (10), na fazenda Zumbi, em Sapé. A prisão preventiva da acusada foi convertida em prisão domiciliar.

De acordo com o advogado Genival Veloso França, Taciana teria se apresentado às 15h na Delegacia de Homicídios de João Pessoa, onde foi interrogada. Durante depoimento, ela alegou legítima defesa.

Após o depoimento, Taciana teve sua prisão preventiva convertida em prisão domiciliar. Ela foi levada a um presídio, onde se submeteu ao uso de uma tornozeleira eletrônica. Logo em seguida a empresário foi conduzida a sua residência. A defesa alega que a empresária estaria sendo vitima de violência doméstica há tempos.

A arma do crime, que era de Elton, está com a perícia.

O CRIME

O crime aconteceu no final da tarde da última sexta-feira (10), onde a empresária, o esposo e o filho estavam isolado com a família, em Sapé, devido à pandemia de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

Taciana disse que o crime ocorreu após uma discussão entre o casal e alegou que agiu em legítima defesa. Apesar de não apresentar ferimentos, a empresária foi submetida a exames de corpo de delito.

O corpo do empresário Helton Pessoa foi enterrado no fim da tarde deste sábado (11), no município de Arara, no Agreste paraibano.

 

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Polícia Civil investiga furto de fios de cabo de Internet em CG

A Polícia Civil está investigando o furto de 60 metros de cabo de cobre em Campina Grande que deixaram 200 casas sem internet na cidade. O furto aconteceu no bairro…

PRF na Paraíba recupera veículo roubado há dois meses no RN

A Polícia Rodoviária Federal na Paraíba recuperou, na manhã da última quarta-feira (23), um veículo Chevrolet Classic roubado e que circulava clonado. Os policiais abordaram o veículo na BR 101,…