A Paraíba o tempo todo  |

Empregada diz que nunca presenciou agressões de DJ Ivis contra Pamella Holanda

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

A funcionária que trabalha há 3 anos na casa de DJ Ivis e Pamella Holanda prestou depoimento na Delegacia Metropolitana do Eusébio, na Grande Fortaleza, nesta quarta-feira (14). Acompanhada de um advogado, Maria Vaneide da Silva disse que, embora o relacionamento dos dois fosse “conturbado”, ela nunca presenciou agressões. As informações são do Brasil Urgente.  

A empregada negou também que tenha visto o músico ameaçando a ex-mulher com uma faca. O caso foi revelado por Pamella em entrevista ao jornalista Leo Dias exibida no programa Melhor da Tarde. Segundo o relato, no dia 2 de julho ele a ameaçou quando estava tentando amamentar a filha de 9 meses.  https://s.dynad.net/stack/928W5r5IndTfocT3VdUV-AB8UVlc0JbnGWyFZsei5gU.html

“Na hora que eu cheguei, ele falou: ‘Você não vai fazer leite para ninguém não, pode sair daqui’. A funcionária disse que achava feio o que ele fez comigo e ele entrou em negação, disse que não tinha me batido”, afirmou.  

“Eu tirei a minha blusa, mostrei as marcas, os roxos. Eu acabei dizendo para ele: ‘Tu vai acabar sendo preso’. Foi na hora que ele levantou, foi até a gaveta da cozinha e pegou uma faca. Eu saí e fui na portaria pedir socorro, pedindo para ligar na polícia”, completou.

O trabalho de investigação dessa e outras agressões relatadas pela vítima é feito pela delegacia com o Departamento de Proteção aos Grupos Vulneráveis (DPGV) da PC-CE.

Entenda o caso de agressão de DJ Ivis

Iverson de Souza Araújo, conhecido como DJ Ivis, é acusado de agredir a ex-mulher Pamella Holanda. As imagens foram publicadas pela influencer nas redes sociais neste fim de semana. É possível vê-la levando puxões de cabelo, chutes na costela, socos na cabeça e no rosto diante da filha de apenas 9 meses na residência do casal, em Eusébio.

Exames de corpo de delito comprovaram as agressões. A Polícia Civil do Ceará está investigando o caso, que está sob segredo de Justiça. O Ministério Público solicitou uma medida protetiva para Pamella e para a filha, que foi concedida pelo Tribunal de Justiça do estado.

As últimas agressões ocorreram no dia 1º de julho, porém a vítima registrou o caso em 3 de julho, não sendo possível lavrar o flagrante. 

Em suas redes sociais, o DJ Ivis se defendeu dizendo os dois não viviam uma relação saudável há algum tempo, que sofreu ameaças e que as imagens divulgadas foram editadas e não mostram todo o conflito. O DJ ainda falou que, em março desse ano, registrou um boletim de ocorrência contra Pamella por agressão.

“Eu sempre tentei fazer de tudo para isso não chegasse a esse extremo. Nada vai justificar a reação que eu tive, mas eu não aguentava mais ameaças”, disse.

No pedido, o artista também pedia a proibição de Pamella comentar o assunto na imprensa, principalmente “citações à filha”. A magistrada também vetou a solicitação, alegando que não ter observado “qualquer conduta que ultrapasse o direito constitucional da informação ou da liberdade de expressão”.

Diversos famosos se pronunciaram sobre o caso. Marília Mendonça, Juliette e Pocah se manifestaram contra DJ Ivis em suas redes sociais. O cantor Xand Avião, dono da produtora que gerenciava a carreira do músico, disse que ele foi afastado da empresa após a divulgação do caso.

Fonte: Brasil Urgente

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      32
      Compartilhe