A Paraíba o tempo todo  |

Ex-presidente da Câmara de Cabedelo seria líder de Orcrim, diz MP

Inquérito Civil aberto no dia 8 deste mês pelo promotor Ronaldo José Guerra investiga o ex-presidente da Câmara de Vereadores de Cabedelo, Lucas Santino. De acordo com o despacho de instauração do inquérito, Lucas “esteve à frente” de uma organização criminosa (Orcrim), que utilizava “laranjas” e empresas “fantasmas” para desviar recursos públicos.

A investigação da Promotoria de Justiça de Cabedelo tem como base, de acordo com o promotor, peças enviadas pelo Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) ao órgão ministerial, em especial, o Processo 09423/16.

No processo do TCE-PB, citado pelo promotor, Lucas foi condenado a pagar multa no valor de R$ 1 milhão correspondente a R$ 631 mil de despesas não licitadas e efetuadas sem comprovação dos bens e/ou serviço; e mais R$ 392 mil pagos a uma empresa, que é citada, nos autos, como sendo de fachada.

Lucas Santino foi presidente da Câmara de Cabedelo nos biênios 2013/2014 e 2015/2016.

 

PB Agora

    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      27
      Compartilhe