A Polícia Civil encaminhou, nessa sexta-feira (26), para a Penitenciária Padrão de Campina Grande os dois homens presos durante a operação “Dissimulatus”, que teve objetivo de combater crimes de homicídios. A dupla teve as prisões decretadas pela Justiça. Eles são suspeitos de praticar duas mortes e foram presos na última quinta-feira (25).

Os homens participaram da audiência de custódia nessa sexta-feira (26) e a Justiça decidiu que eles permanecerão presos até o julgamento. Os dois são suspeitos de matar os jovens Jardan Soares e Raiff de Lucena Costa.

De acordo com a delegada Suelane Guimarães, de Crimes Contra Pessoa de Campina Grande, as duas mortes ocorreram neste ano, com intervalo de pouco mais de um mês entre elas. Raiff foi morto no dia 4 de maio e Jardan em 11 de junho. Os dois crimes foram cometidos no bairro Malvinas.

Contra um dos homens foram cumpridos dois mandados, sendo um por conta da morte de Raiff e o outro pela morte de Jardan.  O outro foi preso e responde processo pela morte de Jardan. Na casa do suspeito, foram encontrados um revólver calibre 38, munições e utensílios para a fabricação de uma espingarda. Por conta disso, ele também foi autuado em flagrante delito e responderá a outro processo judicial por posse ilegal de arma de fogo.

 PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Briga em bar em JP, termina com motorista atingido por bala perdida

Mais uma discussão, aparentemente por motivos banais, terminou com um motorista de aplicativo baleado durante atentado a outro homem, no bairro Funcionários, em João Pessoa. O crime aconteceu na noite…

Idoso é preso em Campina Grande suspeito de abusar de criança

Um homem de 62 anos, dono de um bar no bairro Jardim Quarenta, em Campina Grande, é suspeito de abusar de um menino de 10 anos. Segundo as informações policiais…