A repercussão das duas operações da Polícia Federal que cumpriram 17 mandados de prisão e 67 de busca e apreensão em órgãos públicos, residências, escritórios e empresas, na manhã desta quarta-feira (24), nas cidades de João Pessoa, Campina Grande, Massaranduba, Lagoa Seca, Serra Redonda, Monteiro e Zabelê teve desdobramentos na Rainha da Borborema, após a determinação do Ministério Público Federal para afastamento de dois secretários supostamente envolvidos em fraudes em licitações.

A decisão recai sobre o secretário de Administração da Prefeitura de Campina Grande, Paulo Roberto Diniz, e sobre secretária de Educação, Iolanda Barbosa. O pedido para o afastamento dos gestores do cargo já foi acatado pela Justiça.

Até as 11h, dez pessoas haviam sido presas, sendo que sete mandados foram cumpridos contra servidores da Prefeitura de Campina Grande e uma prisão foi feita em flagrante.

Dono de empresa não existia

De acordo com as investigações, o dono de uma das empresas vencedoras de licitações que estão sendo questionadas sequer existia. As fraudes aconteceriam no fornecimento de merenda escolar para escolas e creches municipais. A operação é realizada em parceria entre Controladoria Geral da União (CGU), Polícia Federal (PF) e o Ministério Público Federal (MPF)

As Operações Feudo e Famintos têm o objetivo de combater fraudes em licitações, superfaturamento de contratos administrativo, corrupção e organização criminosa, relacionadas, principalmente, com a merenda escolar.

 

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

PRF na Paraíba recupera carro roubado em Pernambuco que circulava clonado

A Polícia Rodoviária Federal na Paraíba recuperou, na tarde da última quinta-feira (9), um veículo Kia Sportage roubado avaliado em R$ 46 mil. A ação ocorreu durante fiscalização realizada na…

Gaeco cumpre mandados de busca e apreensão na Prefeitura de Alhandra

Uma grande operação do GAECO, da Receita Estadual, da Polícia Civil e do Tribunal de Contas do Estado foi deflagrada uma operação na manhã desta sexta-feira (10), contra fraude em…