A Paraíba o tempo todo  |

Criança que teve caneta cravada no pescoço volta para abrigo após receber alta do Trauma em JP

A criança de quatro anos que teve uma caneta cravada no pescoço pela própria mãe recebeu alta médica após atendimento no Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa. O garoto seguirá sob tutela do Estado e foi encaminhado ao abrigo onde o caso aconteceu, no bairro do Pedro Gondim. Segundo a promotora da Infância e Juventude de João Pessoa, Ivete Arruda, não há condições neste momento para uma aproximação de mãe e filho, nem da mãe com familiares.

“Em razão, não deste fato, mas de fatos anteriores, remontam aquela velha história conhecida por todo mundo. O padastro a estuprou a partir dos 10 anos. A mãe sabia, e não teve nenhuma condição de protegê-la”, afirmou. Sobre o garoto, exclamou: “Não voltará à mãe nem para avô. Assistida por uma equipe multidisciplinar”. O menino seguirá acompanhado por paramédicos.

A jovem segue no centro de atendimento socioeducativo Rita Gadelha, no bairro de Jaguaribe, em João Pessoa. A jovem segue em em internação provisória. “Representamos pela internação definitiva. Em 45 dias deve finalizar todo procedimento. Agora ela está acompanhada por médicos e será observada pela psiquiatria. Todos exames necessários foram feitos”, completou Ivete Arruda.

Da Redação

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      12
      Compartilhe