Uma decisão ontem (15), do Superior Tribunal de Justiça (STJ) manteve, por mais 120 dias, o afastamento dos conselheiros do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB), Antônio Nominando Diniz Filho e Arthur Cunha Lima.

De acordo com as investigações da Operação Calvário, os dois receberam propina para aprovar as contas da Cruz Vermelha, usada pelo ex-governador Ricardo Coutinho para desviar recursos de hospitais que administrava no estado.

Os conselheiros estão afastados desde dezembro do ano passado.

 

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

PRF na PB recupera caminhonete roubada após homem abandonar o veículo

A Polícia Rodoviária Federal na Paraíba recuperou, na noite da última segunda-feira (25), uma caminhonete roubada após motorista abandonar o veículo ao avistar uma fiscalização da PRF realizada em João…

Homem que responde por tráfico volta a ser detido com droga em JP

A Polícia Militar prendeu novamente um mesmo suspeito de 25 anos atuando no tráfico de drogas, em João Pessoa. Desta vez, o acusado foi interceptado no momento em que estaria…