Por pbagora.com.br

Análises no circuito de segurança confirma a versão do cabo da Polícia Militar com relação à morte do estudante fisioterapia Cícero Maximino da Silva Júnior, de 20 anos, ao furar blitz na praia de Manaíra, Orla de João Pessoa, em outubro deste ano.

De acordo com informações, as imagens mostraram que havia uma barreira policial no local e que a moto pilotada pelo professor e onde o estudante estava de garupa, não obedeceu a ordem de parada.

O vídeo ainda mostra que o motociclista fez manobras arriscadas após furar a blitz e jogar veículo em um policial, que seria o cabo. Em reação, segundo a Polícia Militar no dia do ocorrido, o PM teria atirado em legítima defesa.

 

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Suspeitos de praticar assaltos em bairros de João Pessoa são presos

A Polícia Militar prendeu dois suspeitos que estariam praticando assaltos em pelo menos em cinco bairros de João Pessoa. Os homens, de 24 e 25 anos, foram interceptados em um…

Homem agride esposa, ameaça polícia e é preso na cidade de Alagoa Grande

Mais um caso de violência contra as mulheres foi registrado no fim da tarde desta quarta-feira (21), em Alagoa Grande, no Brejo paraibano, quando um homem que não teve a…