O ministro da Transparência e Controladoria-Geral da União, Wagner Rosário, afirmou nesta quinta-feira (23) que nos últimos dois dias foram registradas 115 denúncias de fraude em contratações, de um total de 170 relacionadas à pandemia do novo coronavírus em todo o país. A CGU já havia recebido 2.200 denúncias desde o início da pandemia.

O ministro atribui o aumento das denúncias referentes à fraude em contratações à chegada dos recursos transferidos pela União a estados e municípios para lidar com a pandemia. ”Justamente o período em que o dinheiro começou a chegar na ponta. As aquisições iniciaram, e aí iniciam as denúncias“, declarou. O ministro afirmou que a CGU está atenta ao uso dos recursos públicos. “Que os corruptos que estejam a postos abram o, olho porque nós vamos ter uma atuação implacável”, disse Rosário, afirmando que CGU agirá em parceria com a Polícia Federal.

A primeira operação da CGU em parceria com a PF, chamada Alquimia, foi deflagrada nesta quinta-feira (23) na cidade de Aroeiras,na Paraíba. O ministro afirmou que novas operações de combate à corrupção já foram planejadas.

Rosário negou que a antecipação do pagamento da segunda parcela do auxílio-emergencial de R$ 600 tenha sido adiada para evitar casos de corrupção. Segundo ele, a CGU orientou que o governo agisse com cautela frente à uma procura acima da expectativa inicial.

 

Redação com R-7

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

PC descobre ‘tribunal do crime’ após tortura de membros que furaram o isolamento

Uma ação da Polícia Civil da Paraíba prendeu ontem (31), dois suspeitos de integrar uma organização criminosa responsável por tortura e espancamentos na região de Nova Floresta. As capturas por…

Motociclista morre após colidir em poste na PB-079, em Alagoa Grande

Um motociclista identificado com José Rodolfo, de 23 anos, morreu na manhã deste domingo (31) após colidir a moto que pilotava em um poste, às margens da PB 079. O…