A Paraíba o tempo todo  |
PUBLICIDADE

Caso Padre Egídio: Gaeco cumpre mandados contra investigados de desvios de recursos e justiça determina prisão de ex-diretor

Foi deflagrada na manhã desta sexta-feira (17), pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público da Paraíba (MPPB), mandados de busca e apreensão contra investigados suspeitos de desviar doações e recursos do Hospital Padre Zé.  Ainda sobre esse caso, o desembargador Ricardo Vital de Almeida, do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB), decretou as prisões do Padre Egídio Carvalho, Amanda Duarte e Janine Dantas, suspeitos de desviar recursos do Hospital Padre Zé, em João Pessoa.

Segundo dados do MPPB, agentes descaracterizados do Gaeco, entraram em um apartamento de um condomínio localizado no bairro dos Bancários, em João Pessoa. De acordo com o repórter Betinho Nascimento, no imóvel reside aa investigada ‘Amanda’, ela trabalhou junto com o Padre Egídio na tesouraria (setor responsável pelo controle do fluxo do dinheiro que entra e saí) do hospital.

Um dos mandados tem como alvo o padre Egídio de Carvalho Neto, ex-diretor da unidade. Ele já vinha sendo investigado desde a primeira fase. Os outros alvos dos mandados de prisão são a ex-tesoureira da instituição Amanda Duarte, e a ex-diretora administrativa Jannyne Dantas. Os advogados do Padre Egídio informaram que acompanham a operação, mas não deram mais detalhes.

A prisão tinha sido rejeitada pelo juiz José Guedes, da 4ª Vara Criminal. O Gaeco, no entanto, recorreu à 2ª Instância para conseguir a autorização judicial. O processo foi inicialmente distribuído para o desembargador Márcio Murilo da Cunha Ramos. O magistrado, no entanto, remeteu o processo para ser julgado por Ricardo Vital. A determinação foi do desembargador Ricardo Vital, do Tribunal de Justiça da Paraíba. O pedido inicialmente havia sido negado pelo juiz da 4ª Vara Criminal de João Pessoa, mas o Gaeco recorreu da decisão.  A defesa do padre Egídio de Carvalho tem afirmado que ele está disposto a colaborar com as investigações e nega o envolvimento dele com irregularidades.

Redação com dados da TV Arapuã

    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe
      PUBLICIDADE
      ×