Confusão, assassinato de torcida, ônibus apedrejado e policial feriada. O domingo foi violento em Campina Grande. Um assassinato foi registrado na cidade e polícia investiga se crime tem relação com guerra de torcidas organizadas na Rainha da Borborema. O estudante Afonso Luís filho, 20 anos, que morava na Rua Men de Sá, no “Quarenta” foi assassinado covardemente por volta das 05h0 em um trailer nas imediações da Câmara Municipal de Campina Grande, enquanto lanchava.
Segunda as testemunhas, a vítima se encontrava na companhia da namorada, quando chegaram os acusados e apontaram para Afonso dizendo que “ele era da Torcida Jovem do Galo”. Ele foi morto com pelo menos quatro tiros.

Segundo revelou testemunhas a polícia, os homicidas teriam saído sorrindo e comemorando o crime. A suspeita é que eles fazem parte de uma torcida organizada do Campinense Clube. Os assassinos ainda não foram identificados.

A violência iniciada na manhã se estendeu a tarde após o jogo do Treze. Diversos torcedores do Galo teriam tentado fechar o trânsito na noite deste domingo no Estádio Presidente Vargas, após a vitória do Galo da Borborema sobre o Vila Nova por 1 x 0, e houve confronto com a polícia.

Na tentativa de dispersar os manifestantes uma cabo da polícia conhecida como Erica foi ferida com um rojão. Segundo dados da polícia ao tentar dispersar um grupo de torcedores do Galo da Borborema a cabo Erica foi atingida no rosto por um rojão disparado por um torcedor que se evadi-o do local.  De acordo com a PM, a mulher é Cabo da PM e fazia segurança na área externa do entorno do estádio Presidente Vargas, no bairro do São José, onde aconteceria a partida de futebol.
Por volta das 15h30, um torcedor teria soltado o rojão que acabou atingindo a policial na altura do pescoço. Ela foi atendida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), levada para o Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande e recebeu alta ainda na tarde de ontem. O responsável foi detido e, em seguida, liberado.

O ônibus que realizava o transporte dos jogadores do Vila Nova de Goiás foi apedrejado nas proximidades do estádio. Nenhum suspeito foi localizado. Em outra situação, 10 adolescentes foram detidos pela Polícia Militar portando material explosivo.

Outro homicídio teria ocorrido no sítio Lucas, na tarde de ontem (20). O Centro Integrado De Operações Policiais (Ciop), não pode passar informações do caso já que as linhas telefônicas da central não estavam funcionando até o final desta matéria.
Na cidade de Queimadas ocorreu uma tentativa de homicídio quando o jovem Allan foi esfaqueado por sua mulher após uma discussão do casal. O jovem foi encaminhado ao hospital de Emergência Trauma.

PBAgora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Homem é morto em Alagoa Nova, após discussão por aparelho celular

Uma discussão banal por uma aparelho de celular, resultou na morte de um homem de 29 anos, na madrugada de ontem (14), na cidade de Alagoa Nova, no Agreste paraibano.…

Hackers anunciam ataque a servidor de páginas do Governo; Secom nega

Um ataque de hackers, a páginas oficiais do governo da Paraíba, ocorreu por volta das 6 horas da manhã desta segunda-feira (14) e foi publicado por perfil anônimo nas redes…