Por pbagora.com.br

Briga de gangues que disputam controle de tráfico em CG já resultou em quatro mortes

A briga entre as gangues rivais “Peixeiros” e “Ratos”, que disputam o controle do tráfico de drogas no bairro do Pedregal, em Campina Grande, já provocou a morte de 4 pessoas somente neste mês de fevereiro. Nem mesmo a ação preventiva da polícia militar realizando rondas e abordagens no Pedregal, não evitou mais uma morte no bairro que vive um clima de terror, desde que três membros de uma das facções rivais, foram mortos em João Pessoa no último domingo.

A última vítima foi adolescente José Mateus do Nascimento Neto, de 13 anos. Ele foi assassinado por dois homens com vários tiros revólver, em frente a casa onde morava, na Rua Raimundo Asfora. Os acusados estavam a pé. Houve troca de tiros no mesmo momento do crime em outra parte do bairro.

De acordo com as informações de testemunhas, o garoto caminhava pela rua Raymundo Asfora, quando dois homens a pé o abordaram e efetuaram vários disparos à queima-roupa. Como o adolescente morava na mesma rua em que foi executado, as informações da Polícia Militar são de que logo em seguida familiares teriam ido atrás dos autores.

Segundo os policiais da Unidade de Polícia Solidária (UPS), do Pedregal, o adolescente seria integrante de uma das famílias que há anos vivem em disputa pelo comando do tráfico de drogas no bairro.  O delegado de Homicídios, Antônio Lopes, afirmou que as investigações da Polícia Civil apontam que a vítima não fazia parte de nenhuma das gangues, mas havia morado em uma área do Pedregal onde uma delas atua.

“Ele morou em outra parte do bairro e agora estava residindo em outra casa. Mesmo assim, as investigações apontam que há uma relação do crime com essa briga, talvez pelo fato apenas dele já ter morado na área de uma dessas gangues”, explicou. Na manhã desta quarta-feira (12), 

No final da manhã do último domingo, cinco amigos bebiam em um restaurante na
praia de Ponta de Seixas, em João Pessoa, quando três deles foram mortos e outro ainda ficou ferido.

Segundo a Polícia Militar, o crime envolveu as gangues rivais do Pedregal em Campina
Grande. Foram mortos na chacina Isaías Feitosa de Amorim, 25 anos, e os outros dois homens identificados como Jorge e Messias.

 

PBAgora

Notícias relacionadas

Polícia apreende arsenal e prende dois suspeitos em cidade do Sertão paraibano

A Polícia Militar apreendeu oito armas de fogo e prendeu dois suspeitos nesse domingo (18), em uma ação realizada na cidade de Imaculada, no Sertão da Paraíba. De acordo com…

Festa com aglomeração é encerrada na PB e participante é detido

Na noite desse domingo (18) a Polícia Militar encerrou uma festa com aglomeração em uma chácara localizada no município de Conceição, no Sertão paraibano. No momento da ação policial um…