Por pbagora.com.br

A Arquidiocese de Paraíba se manifestou, por meio de nota, no final da manhã desta quarta-feira (14) cobrando das autoridades policiais que desvendem o caso do desaparecimento do padre José Gilmar Moreira, da Paróquia Santa Teresinha, no bairro do Roger, em João Pessoa.

Na nota, a Arquidiocese diz que todos estão empenhados em oração para que o caso tenha o desfecho melhor possível

NOTA OFICIAL

A Arquidiocese acompanha com atenção o caso do desaparecimento do Pe. José Gilmar Moreira, SV, pároco da Paróquia Santa Teresinha, no bairro do Roger, em João Pessoa.

A informação de que se dispõe oficialmente é que o religioso saiu de casa por volta das 11h desta terça-feira, dia 13, para atender a um pedido de oração das exéquias e, desde então, não há informações sobre o seu paradeiro. Desde o fim da tarde de ontem as autoridades policiais estão empenhadas na solução do caso.

A Arquidiocese, por meio de seu Arcebispo, clero, religiosos e fieis, de um modo geral, segue unida em oração para que o caso seja elucidado e o desfecho seja o melhor possível.

Nos mantenhamos fortes na fé, perseverantes na oração e confiantes no Deus que não nos desampara.

João Pessoa, 14 de outubro de 2020

Arquidiocese da Paraíba

Redação com Assessoria

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Crime brutal: jovem de 20 anos é morto a tiros, pedradas e pauladas na cidade de Sousa

O jovem Luan Davisson Alves Fernandes, de 20 anos, foi executado a tiros, pauladas e pedradas na madrugada deste domingo (25), no bairro Gato Preto,  no município de Sousa, na…

Racismo: levantamento da Polícia Civil registra, este ano, 33 casos de preconceito e injúria racial na Paraíba

Um levantamento feito pela Polícia Civil revela que foram registrados 77 casos de preconceito e injúria racial no ano passado. Já neste ano até o mês de setembro deste ano,…