Por pbagora.com.br

Uma professora identificada como Vera Lúcia, de 44 anos, está internada sob custódia policial no Hospital de Emergência e Trauma, em João Pessoa, após ser presa em flagrante delito na madrugada deste sábado, 21. Vera Lúcia é acusada de assassinar o próprio marido, o eletricista Severino Juvêncio Alves Neto, com um golpe de faca no peito.

Segundo a Polícia, por volta das 0h10 uma mulher ligou para o Ciop e disse que havia brigado com o marido e que ambos estavam feridos e caídos dentro de casa. Uma viatura da Polícia Militar, sob o comando do Tenente Gerismarques foi deslocada até o local, na Rua Severino Patrício, Bairro dos Novais, em João Pessoa, enquanto um policial continuou conversando com Vera Lúcia por telefone. Ela contou que após ter brigado com o marido, armou-se com uma faca e passou a golpeá-lo no peito. Vera Lucia também ficou ferida a golpes de facas desferidos pelo marido.

A professora foi encontrada sangrando com as vísceras expostas e socorrida imediatamente ao Hospital de Trauma. já o eletricista Severino Juvêncio Neto foi encontrado morto.

O delegado Paulo Martins e o perito criminal José Otávio Pires do Rego compareceram ao local do crime e realizaram os procedimentos e praxe. Vera Lúcia foi cirurgiada e está na unidade de recuperação do hospital.

Thiago Moraes
 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Polícia apreende cerca de 100 quilos de drogas no bairro de Cruz das Armas

Em mais uma ação de combate ao tráfico de drogas na Paraíba, a Polícia Militar apreendeu cerca de 100 quilos de entorpecentes, no fim da manhã desta quarta-feira (25), em…

Polícia apreende drogas prontas para a venda em comunidade de JP

A Polícia Militar encontrou um terreno que estava sendo usado por traficantes para esconder drogas, nessa terça-feira (24), na comunidade do Gadanhe, no bairro do Padre Zé, em João Pessoa.…