Por pbagora.com.br

Uma professora identificada como Vera Lúcia, de 44 anos, está internada sob custódia policial no Hospital de Emergência e Trauma, em João Pessoa, após ser presa em flagrante delito na madrugada deste sábado, 21. Vera Lúcia é acusada de assassinar o próprio marido, o eletricista Severino Juvêncio Alves Neto, com um golpe de faca no peito.

Segundo a Polícia, por volta das 0h10 uma mulher ligou para o Ciop e disse que havia brigado com o marido e que ambos estavam feridos e caídos dentro de casa. Uma viatura da Polícia Militar, sob o comando do Tenente Gerismarques foi deslocada até o local, na Rua Severino Patrício, Bairro dos Novais, em João Pessoa, enquanto um policial continuou conversando com Vera Lúcia por telefone. Ela contou que após ter brigado com o marido, armou-se com uma faca e passou a golpeá-lo no peito. Vera Lucia também ficou ferida a golpes de facas desferidos pelo marido.

A professora foi encontrada sangrando com as vísceras expostas e socorrida imediatamente ao Hospital de Trauma. já o eletricista Severino Juvêncio Neto foi encontrado morto.

O delegado Paulo Martins e o perito criminal José Otávio Pires do Rego compareceram ao local do crime e realizaram os procedimentos e praxe. Vera Lúcia foi cirurgiada e está na unidade de recuperação do hospital.

Thiago Moraes
 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Suspeitos de furtar casas e motos em Campina Grande são presos

Dois suspeitos, de 31 e 27 anos, que estariam envolvidos em furtos de casas e de motos, foram presos em Campina Grande. Com os homens, que são moradores de rua,…

JP: polícia aborda carro de transporte por aplicativo e flagra passageiro com arma

A Polícia Militar apreendeu um revólver com o passageiro de um carro que fazia transporte por aplicativo, nessa segunda-feira (10), durante abordagem ao veículo, no bairro do Roger, em João…