Uma professora identificada como Vera Lúcia, de 44 anos, está internada sob custódia policial no Hospital de Emergência e Trauma, em João Pessoa, após ser presa em flagrante delito na madrugada deste sábado, 21. Vera Lúcia é acusada de assassinar o próprio marido, o eletricista Severino Juvêncio Alves Neto, com um golpe de faca no peito.

Segundo a Polícia, por volta das 0h10 uma mulher ligou para o Ciop e disse que havia brigado com o marido e que ambos estavam feridos e caídos dentro de casa. Uma viatura da Polícia Militar, sob o comando do Tenente Gerismarques foi deslocada até o local, na Rua Severino Patrício, Bairro dos Novais, em João Pessoa, enquanto um policial continuou conversando com Vera Lúcia por telefone. Ela contou que após ter brigado com o marido, armou-se com uma faca e passou a golpeá-lo no peito. Vera Lucia também ficou ferida a golpes de facas desferidos pelo marido.

A professora foi encontrada sangrando com as vísceras expostas e socorrida imediatamente ao Hospital de Trauma. já o eletricista Severino Juvêncio Neto foi encontrado morto.

O delegado Paulo Martins e o perito criminal José Otávio Pires do Rego compareceram ao local do crime e realizaram os procedimentos e praxe. Vera Lúcia foi cirurgiada e está na unidade de recuperação do hospital.

Thiago Moraes
 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Polícia prende suspeitos de assalto, uso de drogas e porte de arma de fogo

A polícia prendeu três pessoas, na cidade de Cabedelo, uma delas suspeita de realizar assaltos, a outra flagrada usando drogas na praia e a terceira estava com uma arma de…

Após deputados, delegado da PF também tem celular clonado na Paraíba

O delegado Fabiano Emídio, da Polícia Federal, teve seu celular clonado, segundo postagem feita por ele mesmo na internet. Emídio usou seu perfil nas redes sociais para informar que seu…