Por pbagora.com.br

A defesa de Coriolano Coutinho interpretou a prisão realizada nesta quarta-feira (9) em mais uma fase da Operação Calvário como uma forma de “perseguição” e “retaliação”. De acordo com advogado Francisco Leitão, os problemas antes apresentados na tornozeleira eletrônica e que embasaram o pedido de prisão do investigado já foram explicados à Justiça. Coriolano é irmão do ex-governador da Paraíba Ricardo Coutinho.

Segundo a defesa, o equipamento utilizado por Coriolano como medida protetiva precisou ser trocado por defeitos apresentados. Além disso, em uma eventual necessidade, o investigado precisou deixar rapidamente o território da Capital.

– Todos os episódios foram devidamente explicados à Justiça à medida que eles aconteciam e o juiz pedia informações. A tornozeleira usada por Coriolano precisou ser trocada três vezes e isso está provado. Houve outras vezes em que aconteceu o fenômeno do ‘espelhamento’ causado pelo fato dele morar no 17º andar de um prédio e naquela altura o equipamento de monitoramento pode gerar a falsa impressão de que o portador não está dentro do domicílio. Além disso, aconteceu também dele precisar se deslocar de carro e, como mora no limite entre João Pessoa e Cabedelo, fez um contorno na BR 230 na altura de Cabedelo, mas isso durou cerca de 9 minutos – esclareceu Leitão.

O advogado classificou a prisão realizada hoje como um ato de ‘perseguição’ do Ministério Público. Segundo Francisco Leitão, a ‘retaliação’ ocorreu pelo fato de Coriolano ter denunciado ao desembargador Ricardo Vital de Almeida um suposto casos de “invasão” de seu sítio por agentes do Gaeco, sem mandado judicial.

– O Ministério Público não consegue provar as acusações que faz contra Coriolano e tenta manchar sua imagem de novo às vésperas de um recesso forense, como aconteceu no ano passado – destacou o advogado.

O advogado Francisco Leitão anunciou que vai impetrar um pedido de liberdade para Coriolano Coutinho.

 

PB Agora
com informações do ParlamentoPB

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Notícias relacionadas

Polícia intercepta rolezinho de motos e notifica participantes

A Polícia Militar interceptou um grupo com mais de 20 motociclistas que promoveram um ‘rolezinho’ com motos irregulares, inclusive praticando manobras perigosas, neste domingo (24), entre as cidades de Tavares…

Em mangue, polícia prende suspeitos com arma de fogo e drogas na cidade de Bayeux

A semana começou com combate aos crimes no município de Bayeux e, logo no início da tarde desta segunda-feira (25), mais uma arma de fogo e drogas foram apreendidas pela…