Por pbagora.com.br

 O réu Gilberto Lyra Stuckert Neto vai a júri popular no 1º Tribunal do Júri da comarca de João Pessoa, no próxima dia 28 de setembro. Ele será julgado pelo crime de homicídio qualificado, acusado de assassinar a ex-professora universitária, Briggida Rosely de Azevedo Lourenço, fato ocorrido no dia 19 de junho de 2012, no apartamento da vítima, no bairro do Bessa, nesta Capital.

O Ministério Publico do Estado da Paraíba, por intermédio da Promotoria de Justiça, ofereceu denúncia contra o fotógrafo Gilberto Lyra Stuckert Neto, que se encontra recolhido no Corpo de Bombeiros desde o dia 5 de março de 2013, em cumprimento a mandado de prisão expedido contra o mesmo.

De acordo com os autos, o acusado Gilberto, por volta das 17h38m, foi até o Apto. 203, do “Residencial Pétala”, localizado à Rua Professora Maria Lianza, nº 210, no Jardim Cidade Universitária e assassinou, por estrangulamento, Bríggida Rosely, a época com 28 anos de idade e sua ex-companheira, asfixiando-a por ação mecânica, provocando-lhe a morte naquele mesmo local, sem lhe dar qualquer chance de defesa.

Ainda de acordo com o que narram os autos, a motivação torpe do crime, teria sido o fato de que o réu estava inconformado com o término do relacionamento de 8 anos com o acusado, acontecido em meados de abril do corrente ano, após longo período em que viveram afastados, por ele estar trabalhando em Brasília e ela, ter permanecido em João Pessoa.

O denunciado após a pratica do crime, telefonou para a genitora da vítima e disse: “Fiz uma besteira e agora vou me suicidar”. Em seguida, Gilberto ligou para o seu pai, quando confessou o crime.

Para o órgão ministerial, a materialidade delitiva se encontra devidamente comprovada, através do auto de apresentação e apreensão, onde estão presentes elementos suficientes da autoria do crime. O Ministério Público denunciou Gilberto, inicialmente, por homicídio qualificado, como incurso nas penas do art. 121. § 2º, incisos I, III e IV , do Código Penal.

 

Ascom

Notícias relacionadas

Mulher é presa pela PRF em CG após alugar veículo e não devolver

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) na Paraíba recuperou na tarde da última quinta-feira (13), no município de Campina Grande, um veículo com registro de apropriação indébita. Uma mulher foi detida…

Dois homens são mortos com mais de 50 tiros, em Cabedelo

Na manhã deste sábado (15) um duplo homicídio foi registrado na comunidade Renascer, na cidade de Cabedelo, Região Metropolitana de João Pessoa. De acordo com as informações os dois homens…