Um crime banal que chocou Campina Grande teve um novo capítulo. O homem suspeito de ter assassinado o jovemJefferson do Nascimento Almeida, de 27 anos, morto após discutir com colega por causa de uma coleira artesanal para cachorro, se entregou à Polícia Civil no fim da tarde desta segunda-feira (11).

 

Ele se entregou no final da tarde na Central de Polícia, acompanhado de seu advogado. A delegada de Homicídios, Nercília Dantas, que investiga o crime registrado no último sábado (9), no bairro do José Pinheiro, disse que ele confessou o crime.

 

De acordo com as investigações policiais, suspeito e vítima compartilhavam do mesmo hobby de criar cachorros e tinham encomendado duas coleiras a um artesão para os animais.

No entanto, com o dinheiro que repassaram para o homem, só foi possível confeccionar uma coleira, razão pela qual houve o desentendimento entre o suspeito e a vítima, resultando na morte de Jefferson, que foi assassinado a facadas. Ao sair da Central de Polícia, o acusado concedeu entrevista e disse que estava arrependido.

O corpo da vítima foi sepultado ontem à tarde em um dos cemitérios de Campina Grande, em meio a um forte clima de comoção.

Redação

 


Garanta um desconto especial na sua certificação digital no Juristas Certificados Digitais

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

PM´s são detidos suspeitos de integrar quadrilha que planejava matar delegado da PB

Uma operação conjunta denominada “Conexão” das Polícia Civil, Polícia Militar e Bombeiros Militar nas regiões do Sertão e Cariri paraibanos prendeu 25 pessoas, entre elas um Cabo e um Sargento…

MP investiga: esquema de propina chegava até R$ 100 mil no Corpo de Bombeiros

O Ministério Público através do seu Núcleo de Controle Externo da Atividade Policial deflagrou hoje (23) uma operação em um prédio do Altiplano Cabo Branco, em João Pessoa. As primeiras…