Por pbagora.com.br
A journalist uses the new Samsung Galaxy S10 smartphone at a press event in London, Britain February 20, 2019. REUTERS/Henry Nicholls

A redação do PB Agora teve acesso ao documento de impugnação ao edital de licitação para a aquisição de serviços de telefonia para a Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) da empresa Telefônica Brasil, responsável pela Operadora Vivo. Um dos pontos destacados, é valor abaixo de mercado oferecido para a contratação dos serviços.

O documento, enviado ao pregoeiro da CMJP, relata oito pontos para justificar a impugnação. Sobre o valor abaixo do mercado, a empresa faz a seguinte observação: “Caso este valor seja mantido como limite máximo para a futura contratação, certamente haverá a frustração do certame.”

A licitação prevê o pagamento de R$ 415 mil, em dois anos, para a licitante vencedora. Ela deverá disponibilizar 35 celulares, para uso estrito dos vereadores em suas funções parlamentares, com créditos para ligações e dados móveis.

A CMJP esclarece, no entanto, que o valor pode ser menor, já que o valor da proposta é o máximo admitido, podendo o contrato ser fechado com alguma empresa que proponha um valor menor. O custo pode diminuir, também, se não for feito o uso integral dos serviços.

Confira o documento:

CMJP – PP 022021 – IMP (1)

 

PB Agora

 

Notícias relacionadas

Prefeito em exercício de JP garante normalidade da coleta de lixo na capital

O prefeito em exercício de João Pessoa, Leo Bezerra (Cidadania), garantiu a normalidade da coleta de lixo na capital. Ele esteve reunido nessa terça-feira (13) com as empresas prestadoras dos…

Irmão de ex-senador e tio de Efraim Filho morre em João Pessoa

O deputado federal Efraim Filho (Democratas) lamentou, em nota publicada nesta quarta-feira (14), o falecimento do seu tio, o ex-prefeito do município de São Mamede, Joácio Morais. Joácio morreu em…