Os vereadores da bancada de oposição na Câmara de Pedras de Fogo, Gilvando da Silva Pontes, Jailson Felinto da Silva, José Francisco da Silva Filho, José Itamar Monteiro da Silva e Nélson Costa de Lima, encaminharam ao presidente do TCE denúcnia sobre possíveis irregularidades no IPAM – Instituto de Previdência de Pedras de Fogo. O fato também foi alvo de denúncia por parte do pré-candidato a prefeito Manoel Junior.

Segundo Manoel Jr. e vereadores, conforme dados obtidos através do SAGRES (do próprio TCE) e da Secretaria de Previdência Social, o atual prefeito, Derivaldo Romão, não vem honrando corretamente os parcelamentos de débitos da prefeitura para com o IPAM. A dívida já ultrapassa os 25 milhões.

Um dos documentos, obtido através do CADPREV (Da Secretaria Nacional de Previdência Social), aponta que foram realizados parcelamentos até por “utilização indevida de recursos”, e que até mesmo a “contribuição dos segurados” foi parcelada, ou seja, a Prefeitura de Pedras de Fogo reteve os valores dos servidores públicos, arrecadou, e não repassou ao IPAM, apropriando-se deles, e depois efetuou parcelamento. Veja o documento:

Segundo dados do SAGRES, referentes a abril/2020, a Prefeitura de Pedras de Fogo possui 1772 servidores (incluídas as folhas da Saúde e Assistência Social), dos quais 817 são efetivos.

Já o Instituto de Previdência, no mesmo período, oscilou entre 297 e 299 aposentados e/ou pensionistas:

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Cabedelo: Justiça nega pedido da Prefeitura e mantém comércio fechado

Mantida decisão que suspendeu retorno das atividades econômicas em Cabedelo O juiz convocado João Batista Barbosa indeferiu pedido de liminar formulado pelo município de Cabedelo, visando suspender a decisão de…

Governador anuncia nesta segunda a retomada de obras suspensas na pandemia

O governador João Azevêdo anuncia nesta segunda-feira (6), às 10h, por meio de transmissão ao vivo em seus perfis oficiais e nas páginas oficiais do Governo da Paraíba no YouTube…