Por pbagora.com.br

O pedido de demissão do ministro da Justiça e de Segurança Pública, Sérgio Moro, com acusações ao presidente da República, Jair Bolsonaro, de querer interferir politicamente na Polícia Federal, repercutiu na Câmara Municipal de Campina Grande.

O vereador Olímpio Oliveira que também é delegado de polícia, lamentou a saída do ex ministro. Em entrevista ao PB Agora, ele disse que o Brasil está enfrentando uma crise institucional, o que é lamentável e preocupante. Como delegado de polícia, Olímpio afirmou que vê com muita preocupação a saída de Sérgio Moro do ministério da Justiça. O vereador campinense também manifestou preocupação com as ameaças do governo em interferência política nas investigações da Polícia Federal, conforme denúncias de Moro.

“Inicialmente, lamento que estejamos enfrentando uma crise institucional em meio a essa grave pandemia. Como delegado de polícia, vejo com muita preocupação as ameaças de interferência política nas investigações promovidas pela Polícia Federal, que é um órgão de Estado e não deve está a serviço de interesses não republicanos de governos. As denúncias apontadas pelo Dr. Sérgio Moro são graves e apontam para crime de responsabilidade. O Brasil não pode recuar no caminho do combate à corrupção” comentou.

Severino Lopes
PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

OAB quer afastamento de autoridades envolvidas em confusão na Central de Polícia

O Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) quer o afastamento de todas as autoridades envolvidas na confusão na Central de Polícia em João Pessoa, registrada  na última…

Encerramento do Ciclo de Debates da FCJA discute eleições

O 2º Ciclo de Debates Diálogos Presentes, da Fundação Casa de José Américo (FCJA), termina nesta terça-feira (29), às 9h30, com abordagem do tema “Cidadania e responsabilidade política: eleições de…