Por pbagora.com.br

O Senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB) participou de uma reunião realizada a pedido da Associação dos Forrozeiros de Campina Grande, neste sábado (26), na Vila do Artesão, localizada no bairro do São José, em Campina Grande. O encontro, que aglutinou representantes de diversos segmentos da cultura, universidades, e Governo, tratou da promoção e de formas de como salvaguardar as matrizes do forró. Ao participar do evento, Veneziano disse que seu mandato no Senado está à disposição, para oferecer condições de materializar o potencial da cultura, da diversidade e da identidade do povo nordestino.

Ele lembrou que, desde a época em que exercia mandato de vereador, e depois prefeito de Campina Grande, deputado federal e agora Senador, sempre apoiou o forró como uma das expressões mais genuínas da cultura nacional, pois retrata as alegrias e amarguras do povo nordestino. Além disso, ressaltou que a cadeia produtiva do forró gera riquezas não só no período de festas juninas. “Sempre apoiamos os forrozeiros, na nossa época, eles (forrozeiros) tinham um espaço digno e permanente na cultura da nossa cidade. O forró gera renda o ano inteiro, porque é uma forma de cultura viva, presente no cotidiano das grandes, médias e pequenas cidades de todo o país. Ele é importante para a identidade de uma nação e imprescindível para a educação e a cultura”, opinou Veneziano.

O Senador lamentou o pouco espaço dado aos forrozeiros na atual gestão municipal, através do maior evento da cidade, que é o ‘Maior São João do Mundo’, no qual são segregados do evento e muitos nem seus caches receberam ainda, da última edição do evento. “A discussão da valorização do forró é muito interessante e está na agenda do nosso mandato, que se identifica com a valorização cultural do povo paraibano e suas expressões tradicionais”, disse o senador.

 

Assessoria de Imprensa

Notícias relacionadas

Após reunião com prefeitos de JP, CG e entidades na PB, João deve anunciar medidas mais rígidas

O governador João Azevêdo se reuniu, neste domingo (7), por meio de videoconferência, com representantes dos Ministérios Públicos Federal e Estadual, Tribunal de Justiça, Tribunal de Contas do Estado, Assembleia…

LimpMax não paga funcionários e bairros de JP podem ficar sem coleta de lixo

Em julho do ano passado, a LimpMax, empresa sousense especializada na limpeza de resíduos sólidos, assinou contrato no valor de R$ 88 milhões com a Autarquia Municipal Especial de Limpeza…