As vendas do 30º Salão de Artesanato da Paraíba, realizado até 30 de junho, em Campina Grande, já ultrapassam os R$ 240 mil. O balanço compreende o período que vai do dia 12 – abertura do evento – até domingo (16), média que supera as expectativas da organização.

Em sua 30ª edição, o Salão do Artesanato da Paraíba, realizado pelo Governo do Estado por meio da Secretaria do Turismo e Desenvolvimento Econômico/Programa de Artesanato da Paraíba (PAP), tem como tema “Labirinto – A Arte que Une Gerações”, com seis mestras do labirinto representando a homenagem a mais de quatro mil profissionais que trabalham com a tipologia no estado, principalmente nas regiões Agreste e Brejo.

“O balanço parcial de vendas no 30º Salão do Artesanato é maravilhoso, haja vista que se refere aos primeiros dias do evento, em que o fluxo de turistas em Campina Grande ainda é pequeno”, afirmou a gestora do PAP, Marielza Rodrigues. “Além do local ser muito bom, tem toda uma infraestrutura com segurança e estacionamento, mais um estímulo para que o público visite o Salão”, acrescentou.

Ao todo, participam do 30º Salão do Artesanato da Paraíba mais de 300 artesãos, oriundos de vários municípios paraibanos, a exemplo de João Pessoa, Santa Rita, Bayeux, Cabedelo e do próprio município de Campina Grande, onde o evento é realizado.

Por conta do grande número de expositores, quem visitar o Salão do Artesanato da Paraíba terá a oportunidade de conhecer uma extensa variedade de produtos feitos com algodão colorido, couro, madeira, renda renascença, brinquedos populares, metal, osso e escama de peixe, só para citar alguns exemplos.

Responsabilidade social – Nesta edição, uma das novidades do Salão do Artesanato da Paraíba, além da infraestrutura por conta da parceria entre o Governo do Estado e a Unifacisa, a entrada ao evento será mediante a doação de um quilo de alimento não perecível, cuja arrecadação será doada a instituições que prestam assistência a pessoas carentes de Campina Grande.

Além disso, o Salão do Artesanato adotou também, nesta edição, a responsabilidade ambiental, com a não utilização de canudos e sacolas plásticas. “Essas novidades que trouxemos à 30ª edição do Salão do Artesanato foram bem recebidas pela população. Para se ter ideia, conseguimos arrecadar até o momento uma tonelada e meia de alimentos”, destacou Marielza Rodriguez.

Total
0
Compartilhamentos
Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Cagepa deverá indenizar consumidor por corte no fornecimento, decide TJ

“A suspensão do fornecimento de água é ato que causa transtorno e constrangimento ao usuário e, quando indevida, os seus efeitos se tornam ainda mais aviltantes, gerando, sem dúvida, direito…

PB não recebe camisinhas do Governo Federal desde carnaval

A Paraíba não recebe remessa de preservativos do Governo Federal desde o carnaval desse ano. A informação da gerente operacional de IST (Infecções Sexualmente Transmissíveis), Aids e Hepatites Virais da…