Por pbagora.com.br

A Pró-Reitoria de Assistência e Promoção ao Estudante (Prape) da Universidade Federal da Paraíba(UFPB) publicou um edital de seleção para distribuição de 1.600 chips com dados móveis a estudantes em situação de vulnerabilidade socioeconômica, nos quatro campi da Universidade. As inscrições serão realizadas no período de 19 a 26 de abril, por meio do Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas (SIGAA).

A seleção é aberta exclusivamente para estudantes de graduação e do ensino técnico regularmente matriculado no atual período letivo (2020.2). Podem concorrer alunos beneficiados com auxílio estudantil oferecido pela Prape – a exemplo de auxílio-alimentação ou residência universitária – ou pela Escola Técnica de Saúde (ETS), além dos alunos que ingressaram na Universidade como cotistas, ainda que não recebam auxílio estudantil e que possuam até 1,5 salário-mínimo de renda familiar per capita.

Para acompanhar as atividades acadêmicas do semestre vigente, que estão ocorrendo de forma totalmente remota em virtude da situação epidemiológica da pandemia, os estudantes receberão um chip com plano mensal de dados móveis de 20GB, com vigência até o mês de dezembro deste ano.

“Sem o acesso à internet, basicamente o estudante não consegue realizar suas atividades. Este acesso é um direito fundamental para promover a inclusão dos estudantes nestas circunstâncias de atividades acadêmicas completamente remotas”, observou o Pró-reitor de Assistência e Promoção ao Estudante (Prape), Prof. Alfredo Rangel.

O resultado da seleção será divulgado no dia 30 de abril e a entrega dos chips aos alunos contemplados ocorrerá no período de 5 a 12 de maio. No ato da inscrição, o aluno escolherá a modalidade de entrega mais conveniente – no campus, em local a ser definido, ou recebimento pelos Correios, no endereço informado durante a inscrição.

Os requisitos para participar da seleção, o passo-a-passo para a inscrição e demais informações relativas ao processo seletivo estão disponíveis no Edital simplificado emergencial publicado pela Prape.

Os 1.600 chips foram disponibilizados pela Rede Nacional de Pesquisa (RNP), por meio de convênio com o Ministério da Educação (MEC). No semestre letivo anterior, outras 1.200 unidades foram distribuídas a estudantes da UFPB, também por meio da parceria com a RNP.

Notícias relacionadas

Prefeito de CG visita hospital que gerará 3 mil empregos direto na cidade

A convite do chanceler Dalton Gadelha, da Facisa, o prefeito Bruno Cunha Lima visitou na manhã deste sábado, 08, o prédio do HELP – Hospital de Ensino e Laboratórios de…

Vereador de JP deve responder nas esferas criminal e cível por funcionamento de academia durante decreto

O Ministério Público da Paraíba está atuando para a imputação penal e civil dos responsáveis, dentre eles um vereador de João Pessoa, por uma academia de jiu-jitsu de João Pessoa…