Servidores da Corregedoria Regional do Tribunal do Trabalho da Paraíba (13ª Região), Varas do Trabalho, Secretaria de Tecnologia da Informação (Setic) e Comissão Permanente de Avaliação de Documentos (Cpad) conseguiram identificar e devolver, aos seus legítimos donos, quase R$ 2 milhões que estavam “esquecidos” em processos arquivados definitivamente.

O trabalho intenso desenvolvido permitiu que reclamantes, reclamados, advogados e peritos fossem beneficiados pela ação, que também implicou em recolhimento de custas processuais e de INSS. A iniciativa se destaca em tempos da pandemia do novo coronavírus, que tem afetado seriamente parcela considerável do mercado de trabalho e a capacidade financeira das pessoas físicas e jurídicas.

A entrega de valores, após a verificação de inexistência de outra pendência, em outro processo, é feita por alvarás de transferência para uma conta bancária indicada, ou seja, sem a necessidade de presença ou deslocamento dos envolvidos.

O Projeto Garimpo é estratégico para o TRT13 e foi instituído pelo ato da Corregedoria Regional (Ato SCR 017/2020). Tem como objetivos principais evitar que processos com contas judiciais ativas sejam arquivados e tratar os depósitos judiciais de processos arquivados até a data de 14 de fevereiro do ano passado (2019), devolvendo os valores aos seus beneficiários.

Corregedoria TRT13

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Covid-19: Paraíba registra mais dez mortes em 24h; já são 370 óbitos

Na noite desta segunda-feira (1º), o Governo do Estado, através da Secretaria de Estado da Saúde, divulgou atualização das últimas 24h dos casos de contaminação pelo novo coronavírus (Covid-19). De…

Medidas restritivas seguem em CG e bloqueios são intensificados nos bairros

As medidas restritivas ao Covid-19 seguem em Campina Grande, durante todo o feriadão, e os bloqueios da Superintendência de Trânsito e Transporte Públicos (STTP), são intensificados nos bairros. Com o…