A Paraíba o tempo todo  |

TJPB discute segurança de juízes ameaçados em cidade da PB alvo de guerra entre famílias

Os desembargadores, membros da Câmara Criminal do Tribunal de Justiça, juízes que estão integrados no mutirão criminal na comarca de Catolé do Rocha e magistrados que atuam na região do Sertão se reuniram com o presidente da Corte, desembargador Abraham Lincoln da Cunha Ramos, nesta segunda-feira (12), no Fórum“Desembargador João Sérgio Maia”, para discutir as ações que estão sendo implantadas, dentro do plano de segurança traçado pelo TJ, prestar apoio aos juízes que estão atuando no regime de jurisdição conjunta, alguns, vítimas de ameaças, e garantir a integridade da população. O mutirão tem também a participação das forças de segurança do Estado e do Ministério Público.

“Não sabemos se há procedência ou não em relação a estas ameaças que estão sendo investigadas, mas estamos aqui para dizer que elas não vão parar o nosso trabalho”, afirmou o desembargador Abraham Lincoln, acrescentando que a Comissão de Segurança do TJPB tem realizado um bom trabalho, sempre em sintonia com a Presidência e com o apoio do Governo do Estado. O presidente da Comissão, desembargador João Benedito da Silva, explicou que a ação está em curso. “Muitos magistrados, porém, já estão sentindo os efeitos do nosso trabalho. O plano de segurança contempla ação efertiva da Polícia, controle de acesso e permanência nos fóruns, policiamento ostensivo, dentre outras medidas”, salientou.

O desembargador Joás de Brito assumirá, provisoriamente, a Presidência da Comissão, em virtude das férias do desembargador João Benedito da Silva. “Esta luta é de todo o Judiciário e precisa ser coesa. Estamos nos colocando à disposição para o que for preciso”, afirmou. Na mesma linha também falou o juiz Carlos Beltrão Filho, que é membro da comissão. O presidente da Associação dos Magistrados, juiz Antônio Silveira Neto reiterou que. “Esta reunião é um momento importante para o Judiciário. Não mediremos esforços para que os juízes tenham todas as condições de exercer suas funções com integridade”, enfatizou ele.

Durante o encontro os magistrados avaliaram as medidas de segurança que estão sendo adotadas e debateram novas estratégias de ação. O desembargador Abraham Lincoln reiterou o apoio e a determinação da Corte de Justiça no sentido de restabelecer a tranquilidade na região, para isso, tem contado com o apoio das policias civil e militar do Estado. Participaram da reunião, além do presidente, os desembargadores Saulo Henriques de Sá e Benevides, diretor da Esma; Genesio Gomes Pereira Filho; os membros da Câmara Criminal, João Benedito da Silva, Joás de Brito Pereira Filho, Arnóbio Teodósio e os juízes Carlos Martins Bentrão e Antônio Silveira Neto (presidente da AMPB), além dos juízes da região e os convocados que estão atuando no mutirão.


Gecom/TJPB

 

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe