A desembargadora Maria das Graças Morais Guedes concedeu agravo ao comunicador Nilvan Ferreira e com isso derrubou a decisão do juiz de Bayeux, Antônio Rudimacy Firmino de Sousa, que havia condenado Nilvan a retirar do seu perfil no Instagram publicações tidas como ofensivas ao prefeito afastado de Bayeux, Berg Lima.

Na decisão da desembargadora ela ressalta que “as pessoas públicas em geral, e em especial os membros do Poder Executivo, como o agravado, tem sua esfera de privacidade reduzida, submetendo-se, em prol dos direitos de fiscalização dos representados, à possibilidade de críticas, contrapontos e manifestação de opiniões diversas. No entanto, tal submissão não permite que sejam adotadas condutas ofensivas à pessoa, que extrapolem as simples críticas ou opiniões, passando a ter intuito eminentemente pejorativo, sob pena de ofensa ao núcleo essencial dos direitos constitucionais à honra e imagem… No conflito em questão, a liberdade de expressão prevalece até o ponto em que não implique ofensa desmedida, desarrazoada ou desvinculada de crítica social ou política própria, ou seja, as palavras depreciativas, ofensivas, hostis e meramente insultuosas não podem ser amparadas pela liberdade de expressão” diz trecho

A desembargadora ressaltou ainda que não denotou que a publicação do radialista em seu perfil do Instagram seja, em sua essência, dotada de teor ofensivo ou desvinculada de uma crítica política ou social.

Confira clicando aqui: Decisão liminar agravo (2)

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Governador anuncia nesta segunda a retomada de obras suspensas na pandemia

O governador João Azevêdo anuncia nesta segunda-feira (6), às 10h, por meio de transmissão ao vivo em seus perfis oficiais e nas páginas oficiais do Governo da Paraíba no YouTube…

Paciente com covid irá para hospital privado quando não houver vaga no SUS

Os hospitais privados da Paraíba terão que internar pacientes infectados pelo novo coronavírus quando não houver vaga na rede pública de saúde da Paraíba. Essa é a lei 11.722, de…