Por pbagora.com.br

A desembargadora Maria das Graças Morais Guedes concedeu agravo ao comunicador Nilvan Ferreira e com isso derrubou a decisão do juiz de Bayeux, Antônio Rudimacy Firmino de Sousa, que havia condenado Nilvan a retirar do seu perfil no Instagram publicações tidas como ofensivas ao prefeito afastado de Bayeux, Berg Lima.

Na decisão da desembargadora ela ressalta que “as pessoas públicas em geral, e em especial os membros do Poder Executivo, como o agravado, tem sua esfera de privacidade reduzida, submetendo-se, em prol dos direitos de fiscalização dos representados, à possibilidade de críticas, contrapontos e manifestação de opiniões diversas. No entanto, tal submissão não permite que sejam adotadas condutas ofensivas à pessoa, que extrapolem as simples críticas ou opiniões, passando a ter intuito eminentemente pejorativo, sob pena de ofensa ao núcleo essencial dos direitos constitucionais à honra e imagem… No conflito em questão, a liberdade de expressão prevalece até o ponto em que não implique ofensa desmedida, desarrazoada ou desvinculada de crítica social ou política própria, ou seja, as palavras depreciativas, ofensivas, hostis e meramente insultuosas não podem ser amparadas pela liberdade de expressão” diz trecho

A desembargadora ressaltou ainda que não denotou que a publicação do radialista em seu perfil do Instagram seja, em sua essência, dotada de teor ofensivo ou desvinculada de uma crítica política ou social.

Confira clicando aqui: Decisão liminar agravo (2)

PB Agora

Notícias relacionadas

Na PB, funcionários do Banco do Brasil paralisam atividades nesta sexta-feira contra fechamento de agências

Na próxima sexta-feira (29), funcionários do Banco do Brasil na Paraíba irão paralisar as atividades por 24h como forma de protestar contra o fechamento de agências e a redução de…

Covid: PMJP define novos grupos prioritários para vacina

A Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) divulgou nesta quarta-feira (27) os próximos grupos prioritários que vão receber a primeira dose da vacina contra a Covid-19. Profissionais da saúde que…