Na quinta-feira passada, o COO da Tely, Felipe Ribeiro, foi até São Paulo receber a premiação da Deloitte, que em Parceria com a Revista Exame, realizou a 14ª pesquisa “As PMEs que mais crescem no Brasil” – um dos mais tradicionais e completos levantamentos sobre o desempenho das empresas emergentes do País.

A Tely obteve o 1º lugar entre as PMEs que mais cresceram no estado, ficando em 2º no Nordeste e com a 32ª posição no país. “O resultado por si só já é excelente. E se levarmos em consideração que competimos com empresas de outros estados maiores e mais ricos que o nosso, o gosto fica ainda mais especial”, afirma Felipe Ribeiro. Leonardo Lins, CEO da Tely complementa: “essa premiação é fruto da dedicação de todos que fazem a Tely, pois crescer é sempre bom, e ser destaque em crescimento em tempos de crise no Brasil e no mundo é ainda mais gratificante”.

Para poder participar do estudo, a empresa deveria:

  • Ter receita líquida entre R$ 10 milhões e R$ 800 milhões no último ano considerado para o formação do ranking.
  • Estar atuando no Brasil há mais de 04 anos.
  • Não estar vinculada (coligada ou controlada) a grupo empresarial com receita líquida consolidada igual ou superior a R$ 2 bilhões em 2018, independentemente da origem de seu capital.
  • Seguir corretamente as etapas de coleta de informações e validações descritas no regulamento então disponível em www.deloitte.com.br.

De acordo com o resultado final do estudo, a constante busca por inovação, eficiência e talentos foi e continuará sendoo pilar para o sucesso das PMEs de crescimento acelerado. “Essas características são os combustíveis da Tely que nos fazem alçar voos cada vez mais altos. Nós sempre prezamos por inovar em tecnologia, ser eficientes nos processos, serviços e atendimentos, como também reconhecer, construir e premiar talentos”, assegura Felipe Ribeiro.

Considerando as empresas de Telecomunicações genuinamente nordestinas, a Tely é a que mais investe em novas tecnologias, sendo, inclusive, a primeira a investir na Tecnologia DWDM, que garante maior capacidade de transmissão de dados em larga escala. São 6.500 km de malha coberta pela Tecnologia DWDM, número que coloca a Tely bem à frente da empresa na segunda colocação.

Entre 2014 e 2015, a empresa passou por uma transformação especial, mostrando mais uma vez o seu lado pioneiro. “A gente já usava equipamentos modernos na nossa malha, mas a rede lógica há  precisava passar por uma transformação. Todos os concorrentes usavam a mesma tecnologia que nós, então, demos o primeiro passo no Nordeste e fomos a primeira empresa daqui a usar a tecnologia MPLS TE. Todo mundo usava rede Layer 2 e nós passamos a usar a Layer 3”, finaliza Leonardo Lins.

Felipe Ribeiro e Leonardo Lins, sócios-fundadores da Tely, ressaltam que essa colocação conquistada no Ranking do estudo da Deloitte em parceria com a Revista Exame foi graças a dedicação de cada colaborador(a) Tely. “Começamos sem funcionários (sem com S) mesmo”, afirma Leonardo Lins, que é complementado por Felipe Ribeiro: “, hoje, somos mais de 200 colaboradores. E se depender da nossa vontade, vamos crescer muito mais, levando Emprego, Internet e Telefonia para muito mais pessoas”.

PMEs-Mais-Crescem-Brasil-2019

Assessoria

Total
1
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Paulo Maia recebe medalha e João de Deus cidadania paraibana, na ALPB

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Paraíba (OAB-PB), Paulo Maia, e o vice-presidente, João de Deus Quirino Filho, receberão, respectivamente, medalha de mérito jurídico Tarcísio de Miranda…

Rota Cultural Raízes do Brejo movimenta Serra da Raiz no próximo fim de semana

Serra da Raiz, distante 120 km de João Pessoa, promove neste fim de semana a quinta etapa da Rota Cultural Raízes do Brejo, que envolve nove municípios da região. A…