Por pbagora.com.br

O Conselho Superior do Tribunal de Contas do Estado decidiu recorrer ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) da decisão do desembargador Julio Paulo Neto que concedeu liminar suspendendo o processo de nomeação do auditor substituto de conselheiro, Umberto Porto, para a vaga de conselheiro deixada por Marcos Ubiratan, que se aposentou em outubro do ano passado.

A decisão foi anunciada no final da tarde desta segunda-feira (25/05/09), após reunião do Conselho. O recurso será impetrado em conjunto com a Procuradoria Geral do Estado, já que a liminar suspende os efeitos da nomeação, da homologação e da posse do novo conselheiro.

Segundo o presidente do Tribunal de Contas do Estado, conselheiro Nominando Diniz Filho, o TCE deu prosseguimento na tramitação do processo de escolha do novo conselheiro cumprindo determinação do Tribunal de Justiça da Paraíba, confirmada pelo STJ, que considerou como critério de desempate para o preenchimento do cargo por antiguidade não a idade, mas sim a classificação do candidato de acordo com o resultado do concurso público.

“Nós vínhamos seguindo o texto do Regimento Interno do TCE que utiliza como critério de desempate a idade cronológica, mas vamos modificá-lo posteriormente, de acordo com a decisão judicial, para evitar outros problemas de interpretação no futuro”, adiantou Diniz.
 

 

TCE

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

João Azevêdo visita obras e apresenta investimentos que somam mais de R$ 189 milhões em Patos

O governador João Azevêdo esteve, nesta sexta-feira (23), em Patos, no Sertão da Paraíba, ocasião em que realizou visitas técnicas às obras de construção do conjunto habitacional São Judas Tadeu…

Internautas denunciam descaso da Caixa com falta de medidas de prevenção à covid em filas

Os repasses do Auxílio Emergencial, assim como, do FGTS Emergencial, tem levado verdadeiras multidões às agências da Caixa em todo o país e na Paraíba não tem sido diferente. Os…