O Pleno do Tribunal de Contas do Estado, reunido na manhã desta 4ª feira (02), sob a presidência do conselheiro Arnóbio Alves Viana, aprovou as contas de 2018 das prefeituras de São Francisco, Cabaceiras, Belém do Brejo do Cruz, Cacimba de Areia, Belém, Uiraúna e Lagoa. Também as PCAs de Areial, relativas a 2017, e Riachão de 2015. A Corte emitiu parecer contrário à Prestação de Contas Anual de Soledade, exercício de 2018, tendo como principal irregularidade o excesso de gastos com combustíveis.

Na decisão contrária sobre as contas de Soledade, sob a responsabilidade do prefeito Geraldo Moura Ramos, conforme o relatório, destacaram-se, entre as irregularidades – além do excesso nos gastos com combustíveis na ordem de R$ 92 mil, o não recolhimento de contribuições previdenciárias no montante que ultrapassa R$ 1.4 milhão, elevado número de contratações temporárias e acumulação de cargos públicos. Ainda cabe recurso.

Recursos – O Pleno decidiu pelo provimento do Recurso de Apelação interposto pelo presidente do Instituto Previdenciário do Município de Juru, Moaci Pedro da Silva, face o Acórdão AC2 TC 3325/18, no que tange a aplicação de multa. Da mesma forma, em relação ao recurso impetrado pelo presidente da Câmara Municipal de São Bento, José Garcia dos Santos. No caso, foi relevada a falta no recolhimento de recursos da Previdência, face a comprovação do não repasse dos valores por parte do Executivo.

Parcial, apenas para reduzir o débito imputado, foi o provimento do Tribunal sobre o recurso interposto pelo ex-gestor Ivaldo Washington de Lima (Bom Sucesso), face decisões do TCE, relativas à prestação de Contas de 2015. Quanto aos recursos manuseados pelo ex-prefeito de Olho D´Água, Francisco de Assis Carvalho, referentes às contas de 2015 e 2016, entendeu a Corte pelo não provimento, no caso de 2015. Em relação à contestação nas contas de 2016, o colegiado acatou as alegações da defesa para desconstituir o débito imputado, mantendo a decisão contraria no julgamento.

Voto de Pesar – O Pleno do Tribunal de Contas do Estado, à unanimidade, aprovou “Voto de Pesar”, pelo falecimento do ex-prefeito de Santa Rita, Severino Maroja, ocorrido no início da semana. A Proposta foi apresentada pelo conselheiro André Carlo Torres Pontes, ao citar fatos que caracterizavam o ser humano que era Severino Maroja. “Humanidade no trato com as pessoas e um líder exemplar”.

Severino Maroja foi prefeito de Santa Rita por três oportunidades. O presidente do TCE, conselheiro Arnóbio Alves Viana, ao subscrever a iniciativa, lembrou de suas qualidades de homem público e falou da convivência com ele, quando exerceu o mandato de prefeito da cidade de Solânea, na década de 80. “Tive o prazer de conhecê-lo. Era fraterno e amigo”, frisou ele.

O TCE realizou sua 2239ª sessão ordinária do Tribunal Pleno. Estiveram presentes, além do presidente, os conselheiros Antônio Nominando Diniz, Fernando Rodrigues Catão, Arthur Cunha Lima e André Carlo Torres Pontes. Também os conselheiros substitutos Oscar Mamede Santiago, Renato Sergio Santiago Melo (na titularidade do cargo), Antônio Cláudio Silva Santos e Antônio Gomes Vieira Filho. O Ministério Público de Contas esteve representado pelo procurador Luciano Andrade Farias.

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Incêndio atinge loja de retrovisores em Campina Grande

Um incêndio atingiu uma loja de retrovisores que fica em um prédio nas proximidades da Feira da Prata, em Campina Grande. O Corpo de Bombeiros foi acionado e conseguiu conter…

Saúde divulga boletim do sarampo e reforça campanha de vacinação neste sábado

O Dia D da campanha de vacinação contra o sarampo acontece neste sábado (19) e a Secretaria de Estado da Saúde (SES) reforça que mais de mil postos estarão abertos…