Por pbagora.com.br

A ministra Laurita Vaz, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), suspendeu monocraticamente o recolhimento domiciliar noturno aos fins de semana e nos feriados de três investigados pela operação Calvário. Os beneficiados são o ex-procurador-geral do Estado, Gilberto Carneiro, além de Márcio Nogueira Vignoli e Hilário Ananias Queiroz Nogueira. Ela estendeu aos suspeitos o mesmo benefício já concedido ao ex-governador Ricardo Coutinho (PSB).

Os três, assim como o ex-governador, são acusados pelo Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público da Paraíba, de participação em um suposto esquema de desvio de recursos públicos do Estado. A ação teria causado prejuízo de R$ 134,2 milhões aos cofres públicos. Todos negam as acusações. Gilberto, Márcio e Hilário pediram que fosse estendido a eles o mesmo benefício concedido anteriormente a Ricardo Coutinho.

Confira o texto completo no Blog do Suetoni

 

Suetoni Souto Maior

Notícias relacionadas

Cajazeiras volta à bandeira laranja e prefeitura determina toque de recolher

A Prefeitura de Cajazeiras editou decreto válido a partir desta segunda-feira (17) estabelecendo toque de recolher e fechamento de bares e restaurantes. A medida, assinada pelo prefeito José Aldemir, se…

Creci-PB instala Comissão de Desenvolvimento Urbano de João Pessoa

O Conselho Regional de Corretores de Imóveis da Paraíba participará de audiências públicas, debaterá, acompanhará e proporá ações junto aos órgãos federais, estaduais,  municipais e demais entidades competentes no que…