A Paraíba o tempo todo  |

STF mantém vacinação contra a covid de profissionais da educação em JP

Na tarde desta segunda-feira (17), o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, negou o pedido do Ministério Público Federal (MPF) pela suspensão da imunização de profissionais da educação em João Pessoa.

Em sua decisão, o ministrou optou por manter a vacinação dos professores, que teve início no último domingo (16), na Capital paraibana.

Entenda:
MPF recorre ao STF contra vacinação de profissionais da educação em JP
Autorizada vacinação de profissionais da Educação contra a covid-19 em JP
PMJP segue com vacinação de profissionais da educação nesta segunda

“[…] INDEFIRO O PEDIDO DE SUSPENSÃO formulado e nego seguimento ao presente incidente, com fundamento no artigo 13, XIX, do RISTF, combinado com o art. 297 do RISTF e com o art. 4º, caput, da Lei 8.437/1992. Publique-se. Int.”

Na semana passada, após a Prefeitura Municipal de João Pessoa anunciar o início da vacinação para profissionais da educação, os MPs (MPF e PMPB) entraram com ação visando a suspensão da imunização e solicitando o cumprimento do Plano Nacional de Imunização (PNI) pela PMJP.

De acordo com o PNI, após a vacinação do grupo de pessoas com comorbidade, devem ser vacinadas a população em situação de rua e a população carcerária, posteriormente a estes dois grupos é que deve ser feita a imunização dos professores.

PB Agora

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      5
      Compartilhe