Por pbagora.com.br

Subiu para quatro o número de casos de Coronavírus sob investigação na Paraíba. A confirmação foi feita em nota divulgada pela Secretaria de Estado da Saúde nesta terça-feira (3).

Os dois novos casos notificados se referem a um homem de 31 anos e uma mulher de 27, ambos com histórico de viagem à Inglaterra e a França. Eles desembarcaram no Brasil no dia 1º de março já apresentando sintomas e procuraram  assistência médica por conta própria, em um hospital privado nessa segunda (2), onde foram notificados pela Vigilância Municipal de João Pessoa, que realizou coleta e monitora os casos durante isolamento domiciliar

Os resultados dos exames que vão confirmar ou não se eles estão com o Covid-19 deverão sair até esta sexta-feira (6).

Na última sexta-feira (28), a Secretaria da Saúde,  notificou dois casos suspeitos, sendo um homem de 43 anos e de uma mulher de 31 anos, ambos com histórico de viagem à França, com início de sintomatologia seis dias após chegada ao Brasil.

As unidades de referência para atendimento de casos prováveis do Covid-19 no Estado são: o Hospital Clementino Fraga e Hospital Universitário Lauro Wanderley, sendo este último para pacientes da pediatria, em João Pessoa, e o Hospital Pedro I, em Campina Grande. Os quais devem receber os casos suspeitos, após regulação médica.

O primeiro caso suspeito de coronavírus que foi investigado na Paraíba foi descartado na última sexta-feira (28). O exame confirmou que o paciente de 59 anos tem um problema respiratório comum.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Covid-19: cresce 167% total de pessoas que não adotaram isolamento na PB

Cerca de 265 mil pessoas não adotaram nenhuma medida de isolamento social, em outubro, na Paraíba, segundo a PNAD COVID19, divulgada nesta terça-feira (1º), pelo IBGE. Com isso, foi registrado crescimento de…

OPINIÃO: Acordos políticos e palavras empenhadas para 2022 têm o valor de risco n’água

Acordos políticos selados em 2020 com projeção para 2022 têm a consistência de um risco n’água. Ou seja, não valem nada e os agenciadores desses “compromissos” sabem muito bem disso.…