Por pbagora.com.br

Número é mais que o dobro da quantidade de trabalhadores inserida em igual período de 2009

O Sistema Nacional de Emprego na Paraíba (Sine-PB) inseriu 2.767 pessoas no mercado de trabalho nos três primeiros meses de 2010, superando em mais de 100% os dados comparativos em relação ao mesmo período de 2009 (1.115 pessoas). Este ano já foram oferecidas 5.201 vagas nos 17 municípios paraibanos onde funcionam os postos do órgão.

O coordenador estadual do Sine-PB, Altamir Ribeiro, informou que o aumento na oferta de trabalho aconteceu nas áreas da construção civil, da agricultura e do comércio. “Este ano, na região do Sertão foram selecionados mais de mil trabalhadores para o corte de cana-de-açúcar no interior de São Paulo, todos com carteira assinada. Outra grande procura é na construção civil com crescimento do setor em todo o Estado”, comentou.
O Sine tem como objetivo proporcionar ao trabalhador acesso ao mercado de trabalho, através de cadastramento e encaminhamento, conforme o perfil da pessoa e critérios estabelecidos pelas empresas, captando vagas nos diversos estabelecimentos dos setores da indústria, comércio, construção civil e serviços, sem custos para o candidato. “Para cada vaga de emprego encaminhamos três trabalhadores e, por isso, dispomos de um cadastro tão grande de profissionais”, explicou Altamir.

Capacitação – Para qualificar esses trabalhadores que estão em busca de uma vaga no mercado de trabalho, o Sine – através do Plano Territorial de Qualificação (Plantec) – promove cursos profissionalizantes. Esses cursos são destinados aos candidatos cadastrados no órgão, além dos quilombolas, indígenas, beneficiários do Programa Bolsa-Família e trabalhadores autônomos.

O gerente da Plantec, Jeferson Palmeira, disse que os cursos deste ano começam já na próxima semana e foram disponibilizados para 56 municípios. “Este ano, estamos oferecendo 1.100 vagas em 60 cursos, tendo como objetivo qualificar um número maior de pessoas para o mercado de trabalho na Paraíba. Os recursos para a realização dos cursos são do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) com a contrapartida do Governo do Estado”, informou.
Para se cadastrar em um dos postos do Sine-PB são necessários os seguintes documentos: Carteira de Identidade (RG), Cadastro Pessoa Física (CPF), Programa de Integração Social (PIS) e Carteira Profissional. O trabalhador precisa ter mais de 16 anos e o cadastro deve ser renovado de seis em seis meses.
Segue a tabela com os 17 municípios onde funcionam os postos e os telefones para mais informações:

CIDADES TELEFONES
 

Araruna 3373-1214
 

Alagoa Nova 3365-1091
 

Bayeux 3253-1818
 

Cabedelo 3228-1835
 

Cajazeiras 3531-1439
 

Campina Grande 3310-9410
 

Catolé do Rocha 3441-1744
 

Guarabira 3271-3252
 

Esperança 9907-3315
 

Itaporanga 3451-2437
 

João Pessoa 3218-6618/6619/6617/6601
 

Mamanguape 3292-3422
 

Patos 3421-3755
 

Santa Rita 3229-3505
 

Sapé 3283-3020
 

Sousa 3522-1550
 

Teixeira 3472-2292
 

Casas da Cidadania
 

Jaguaribe
 

Manaíra Shopping Tambiá Shopping
 

3218-4512
 

2106-6237
 

3218-6625
 

 

Assessoria

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Leis e ações da ALPB em 2020 protegem a saúde dos paraibanos na pandemia

Diante da atual crise sanitária global, a Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) tem produzido ainda mais propostas com o intuito de amenizar os danos causados pela pandemia do novo coronavírus…

Na PB, promotores de Justiça buscarão garantir cumprimento do plano de vacinação

O procurador-geral de Justiça (PGJ), Francisco Seráphico Ferraz da Nóbrega Filho, e o corregedor-geral do Ministério Público da Paraíba (MPPB), Alvaro Cristino Pinto Gadelha Campos, recomendaram a todos os promotores…