Por pbagora.com.br

O Sindicato dos Trabalhadores Municipais de Bayeux (Sintramb) vem por meio desta nota repudiar a atitude da prefeita, Luciene Gomes, em determinar a exoneração em massa de todos os cargos comissionados e prestadores de serviço do município através de Decreto Municipal, publicado na última quarta-feira (17).

O decreto tem validade imediata e deixa centenas desempregados em plena pandemia. De acordo com a presidente do Sintramb, Germana Vasconcelos, “a situação de Bayeux está ficando cada vez mais crítica, essa exoneração em massa pegou todo mundo de surpresa. Não bastasse o caos na educação das escolas sem professores e sem dobras, passou dos limites”, afirmou.

Ainda para Germana, a prefeita deveria ao menos reconhecer o trabalho desses profissionais que estão colocando suas vidas em risco para atender à população. “Vários trabalhadores estão perdendo suas rendas e vivendo em situação de vulnerabilidade. Mesmo assim a prefeita não tem sensibilidade.  E além de ficarem sem renda não sabem se vão receber, porque a Prefeitura de Bayeux tem costume de dá calote nos servidores, exonera e não paga”, disse.

O Sindicato se solidariza com esses servidores e se coloca à disposição para denunciar junto ao Ministério Público da Paraíba.

Notícias relacionadas

MPPB e MPF pedem explicações sobre suspensão da vacinação contra a covid-19 em JP, neste domingo

O Ministério Público da Paraíba e o Ministério Público Federal oficiaram, neste domingo (11/04), ao secretário de Saúde de João Pessoa, Fábio Rocha, solicitando, no prazo de 24 horas, manifestação…

Flamengo bate o Palmeiras nos pênaltis e é campeão da Supercopa

Foi um verdadeiro jogaço. Digno dos dois melhores times do Brasil. E em um duelo com golaços, virada, expulsão e muita polêmica, o Flamengo é o supercampeão do Brasil, título…