Por pbagora.com.br

  Sindiágua-PB e Associações rejeitam contra-proposta de aumento salarial, e ameaçam deflagrar greve na Cagepa

Em recente reunião com dirigentes e conselheiros da Cagepa, tratando da questão do aumento salarial dos trabalhadores da empresa, no mês da data-base (maio), o Sindiágua-PB, somando-se à Asteca e Asseca, rejeitou a contra-proposta de um reajuste de apenas 3%, e as entidades já aventam a possibilidade de deflagração de um movimento paredista (greve), para os próximos dias, em razão disso.

Segundo o presidente do Sindiágua-PB, José Reno de Sousa, os trabalhadores não abrem mão do direito de terem, pelo menos e em seus contra-cheques, a partir deste mês, o repasse dos índices inflacionários registrados no período compreendido entre maio de 2013 e abril de 2014, que chegam à casa dos 6,54% – e não aceitam parcelamento.

O sindicalista está criticando o farto de o presidente da Cagepa, Deusdete Queiroga, não vir participando das rodadas de negociações acerca da questão, nem tampouco, na reunião última, ter seguido o exemplo do Governo do Estado – a que a empresa é vinculada -, que repassou, in totum, a inflação acumulada na data-base dos servidores públicos.

José Reno de Sousa diz que não se justifica, mais, a alegação de que a Cagepa não tem condições financeiras de atender às reivindicações de aumento salarial dos servidores, argumentando que a empresa já está livre, desde o final de 2013, do pagamento mensal de mais de R$ 6 mi, relativos a parcelamentos de dívidas contraídas pela empresa – isso, em decorrência da liberação do empréstimo (cerca de R$ 150 mi) avalizado pelo próprio Governo do Estado, com autorização da Assembleia Legislativa.

 

Redação com Assessoria

Notícias relacionadas

Edital do concurso da Polícia Civil da PB deve ser lançado ainda no 1º semestre

O integrante da comissão do concurso da Polícia Civil da Paraíba, delegado Bergson Vasconcelos, revelou, em entrevista ao telejornal ‘Bom Dia Paraíba’ desta segunda-feira (12), detalhes do andamento do processo…

Pedreiro cai de altura de 5 metros enquanto realizava reparos em teto

Nesta terça-feira (13) um pedreiro caiu de uma altura de 5 metros no momento em que realizava reparos no teto de uma casa no bairro de Mangabeira, Zona Sul de…