O dia começa sempre agitado para a responsável pela biblioteca do Sesc, Joana Fernandes de Jesus. Distribuir as atividades para as estagiárias, realizar procedimentos técnicos, comprar os gibis nas bancas, catalogar e comprar livros. Estas são algumas das atribuições diárias de um bibliotecário.
Há seis anos na Instituição, desde que ingressou na universidade, Joana se apaixonou pela profissão e pelo trabalho. “Sempre me interessei, desde os temos de universitária, por projetos de incentivo à leitura, e na biblioteca do Sesc não é diferente”, revela. O setor, durante o ano, realiza diversas atividades que promovem o contato de várias faixas etárias com o livro, incentivando o prazer da leitura.

Prezando pelo bom atendimento, a biblioteca do Sesc trabalha, desde o ano passado, em parceria com o TSI, onde os idosos têm contato com a leitura durante as horas vagas das reuniões semanais. “Essa ação tem nos dado bons frutos. É gratificante poder disseminar informação a todas as idades”, diz.
A biblioteca do Sesc reúne um grande acervo, principalmente de Gibis. Só no setor existem, aproximadamente, 150 exemplares. Entre eles, a nova coleção da turma da Mônica Jovem. No Bibliosesc, unidade móvel da biblioteca, o acervo é superior a 300. “As histórias em quadrinhos atraem não só as crianças, mas o público adulto também é encantado por suas histórias. Temos diversos gibis e eles são sempre sucessos entre os nossos leitores”, informa Joana.

O dia a dia na biblioteca do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial é semelhante. A bibliotecária do Senac, Lucienne Freire, que há sete anos trabalha na instituição, realiza, diariamente, o atendimento ao público interno e externo, além da leitura dos jornais locais para se atualizar. Lucienne também é responsável pelos procedimentos técnicos: como recebimento e catalogação do material, classificação, reposição, entre outros.

A biblioteca do Senac oferece aos usuários um grande acervo de livros e revistas, acesso à internet e promove diversos eventos voltados para a promoção cultural: como a Tarde Literária e exposições de artesanato. O setor pretende, agora em 2009, dar andamento a um projeto de atender a deficientes audiovisuais da Funade. “Estamos com uma parceria com a Fundação Dorina Nowill que nos envia livros traduzidos em Braille, além de materiais em áudio”, informa Lucienne.
 

Para ela, o trabalho desempenhado pelo bibliotecário vai além de só atender ao público em uma biblioteca. “Hoje, o profissional pode trabalhar em diversas áreas, não se limitando apenas ao óbvio”, diz. A informática tem auxiliado muito o papel do bibliotecário, porém não há substitutos para os livros. Lucienne Freire se diz feliz com a escolha da profissão. “Meu trabalho é muito gratificante, sou apaixonada pelo que eu faço”, revela.

Nesta quinta-feira, 12, é comemorado o dia do Bibliotecário: um profissional indispensável. Para Joana Fernandes, o bibliotecário é fundamental, pois ele é o responsável pelos arquivamentos de informações, catalogações, entre outras coisas. “Sem nosso trabalho criterioso seria difícil realizar uma pesquisa, já que nada estaria em seu devido lugar, nem teria uma pessoa que saberia onde, exatamente, você encontraria sua informação”, informa. A biblioteca do Sesc, durante todo o dia, estará entregando marcadores de livros para todos os seus usuários.
 

Assessoria Fecomércio

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Começa na próxima segunda-feira Semana Nacional de Ciência e Tecnologia em CG

Começa na próxima segunda-feira (21) a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNTC). Em Campina Grande diversas instituições realizam atividades com o objetivo de popularizar a ciência e motivar crianças…

João Azevêdo entrega reforma do Teatro Santa Catarina neste sábado

O governador João Azevêdo entrega neste sábado (19), às 19h, a reforma do Teatro Santa Catarina, na qual foram investidos aproximadamente R$ 5 milhões – 80% destes recursos foram aplicados…