Durante participação no Seminário Voz de Rebate, realizado na manhã desta sexta-feira em João Pessoa, o senador Magno Malta (PR- ES) revelou que já tinha conhecimento das investigações sobre envolvimento do prefeito de São Bento com pedofilia e foi mais além: assegurou que, na Paraíba, o crime de prostituição infantil envolve não apenas agentes políticos, mas também juízes, colunáveis e outras figuras públicas.

Magno Malta faz palestra no seminário, no auditório do SESI, em João Pessoa, como presidente da CPI da Prostituição Infantil do Senado Federal.Participam também do evento os deputados Federais Henrique Afonso Pedro Ribeiro e João Campos.

O senador do Espírito Santo alertou as autoridades para o problema da exploração sexual de crianças e jovens em todo o país, assegurando que esse tipo de crime vem alcançando um crescimento notável, não apenas no Brasil, como no mundo inteiro.

PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Farmácia Solidária: ALPB aprova campanha de doação de medicamentos

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) aprovou, por unanimidade, na sessão ordinária desta terça-feira (10), o Projeto de Lei 760/2019, da deputada Camila Toscano, que cria a Campanha Farmácia Popular…

Corrupção é um dos principais crimes praticados por agentes públicos denunciados pelo MPPB

A corrupção foi um dos principais delitos praticados pelos agentes públicos (entre eles prefeitos municipais) denunciados em 2019 pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB) ao Tribunal de Justiça. De acordo…