Com atividade reconhecida como essencial durante o estado emergência causado pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19), os motoboys podem paralisar suas ações por até três dias, segundo alerta o presidente do Sindicato dos Motoboys, Ernani Bandeira. A categoria reivindica o acesso a Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s).

Atualmente, farmácias, bares, restaurantes além de outros estabelecimentos têm adotado o serviço de entrega (delivery) para continuarem faturando enquanto vigorar as regras de isolamento social. No entanto, os profissionais reclamam o não fornecimento de equipamentos como luvas e máscaras respiratória necessários para a prevenção contra a Covid-19.

Ernani Bandeira declarou que estabeleceu prazo para a Prefeitura de João Pessoa e ao Governo do Estado para que suas reivindicações sejam atendidas até a próxima quarta-feira (7). “Caso não sejamos atendidos, faremos uma paralisação que terá início na quinta-feira e irá até o sábado. Todo o segmento de entrega nas cidades de Cabedelo, Lucena, Conde, Jacumã entre outras irá parar. Até agora não temos resposta do Governo do Estado nem da Prefeitura de João Pessoa”, argumentou Bandeira.

Ele afirmou ainda que a categoria tem se reunido de forma remota constantemente e uma nova assembleia acontecerá na próxima quarta para avaliar as medidas de prevenção dos profissionais. “Vamos parar tudo”, garantiu o sindicalista.

 

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Coren investiga distribuição de máscaras inadequadas a profissionais de saúde

O Conselho Regional de Enfermagem na Paraíba (Coren-PB) deve investigar a suposta distribuição de máscaras inadequadas a profissionais que atuam no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus (Covid-19) em hospitais…

Governo da PB presta contas das medidas tomadas até agora durante a pandemia

A contratação de profissionais de saúde, a ampliação de leitos, aquisição de testes rápidos para alta testagem da população e abertura de novos hospitais estão entre as principais medidas tomadas…