Por pbagora.com.br

Sem condições de ofertar as condições necessárias para a permanência da elefanta Lady, no Parque Zoobotânico Arruda Câmara, o prefeito da capital Luciano Cartaxo (PV) já admite a transferência da elefanta para o Santuário de Elefantes Brasil, na Chapada dos Guimarães, em Mato Grosso.

Faz seis anos que Lady chegou ao parque da Bica, na capital. Mas a PMJP via técnicos da Secretaria de Meio Ambiente do Município (Semam) já anunciaram que pretendem visitar o local para terem certeza de que o espaço é o mais adequado para abrigar o animal e assim darem sequência ao processo de transferência.

Toda a questão em torno da permanência de Lady na Bica iniciou-se quando o Ministério Público Federal (MPF) abriu inquérito civil e divulgou laudo, comprovando que a elefanta está sendo vítima de maus-tratos. As denúncias, amplamente divulgadas pela imprensa, causaram comoção nas redes sociais.

A Secretaria de Meio Ambiente do Município (Semam), responsável pela administração do parque, afirmou que ainda não foi notificada pelo MPF e não recebeu a cópia do processo, já solicitada pela secretaria. Sobre as acusações, informou que o espaço onde Lady vive foi construído seguindo orientações da ONG norte-americana Global Sanctuary for Elephants e aprovado por especialistas. Disse também que a elefanta está sendo tratada da inflamação nas patas, espécie de ‘unha encravada’, e o processo de corte e lixamento está sendo providenciado. Ainda segundo a Secretaria, o animal tem acompanhamento de veterinário e biólogo e recebe dieta balanceada contendo 90kg de capim, 25kg de frutas e 3kg de ração por dia.

 

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

OPINIÃO: Acordos políticos e palavras empenhadas para 2022 têm o valor de risco n’água

Acordos políticos selados em 2020 com projeção para 2022 têm a consistência de um risco n’água. Ou seja, não valem nada e os agenciadores desses “compromissos” sabem muito bem disso.…

Mulher que insultou clientes de banco é indiciada por racismo, na Paraíba

A mulher identificada como Luzia Sandra de Medeiros Dias Benjamin, que foi flagrada em vídeos gritando ofensas em banco de João Pessoa, em outubro deste ano, foi indiciada por injúria…