Secretário de Articulação Política do Governo João Azevêdo (PSB), o deputado licenciado João Gonçalves (Podemos) adotou um tom pacificador para minimizar qualquer ensaio de ‘crise’ dentro da base aliada na Assembleia Legislativa da Paraíba e tratou como ‘naturais’ as insatisfações pontuais por parte de algum membro do bloco.

Ele lembrou que a divergência faz parte do jogo político, mesmo entre os aliados e destacou que essa não é uma ocorrência peculiar da gestão João, mas sim de qualquer governante que venha a assumir o executivo estadual. “As insatisfações são naturais em todo Governo. Foi com Cássio, com Ricardo muito mais, com Maranhão, com todos. Essa é uma Casa que cada parlamentar tem sua independência durante o curso do seu mandato, é próprio e é evidente que o executivo nunca vai trazer a satisfação de todos os parlamentares de uma bancada em tudo, porque nós agentes políticos queremos que o Governo faça tudo. Que o governo faça a estrada, ajeite hospital, bote mais dinheiro na região dele, faça um açude, faça uma barragem, aí gera uma insatisfação por parte de alguns, então isso é uma coisa natural, que qualquer governo que vier a assumir o Estado deverá conviver como legislativo, os momentos que não são satisfatórios e que em algum momento deverão ter alguma divergência”, minimizou.

Recentemente o deputado estadual João Bosco Carneiro (Cidadania) entregou todos os cargos que tinha no Governo João e anunciou adesão à bancada de oposição. Apesar do gesto, o Governo segue com maioria ampla na Casa, quase 2/3 do parlamento, o que não tem provocado tanto impacto a dissidência de um de seus membros.

PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Lei obriga bares e restaurantes a auxiliar mulheres em situação de risco

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), Adriano Galdino, promulgou a Lei 11.536, de sua autoria, que obriga os bares, restaurantes, estabelecimento noturno, entre outros, a adotarem medidas de…

Debandada: pelo menos 16 prefeitos devem anunciar que seguirão com João

Pelo menos dez prefeitos filiados ao PSB na Paraíba devem deixar a legenda para seguir o mesmo rumo partidário que o governador João Azevêdo (sem partido). Na Câmara Municipal de…