A Paraíba o tempo todo  |

Secretário de Educação da Paraíba lamenta falta de política assertiva por parte do MEC em dois anos de pandemia

A mudança de mais um titular no Ministério da Educação na gestão do presidente Jair Bolsonaro não tem animado os gestores da rede estadual nos estados, sobretudo pela falta de perspectivas de melhorias. Um dos que disse não nutrir muita expectativa diante da nova troca de ministro foi o secretário de Educação do Governo da Paraíba, Cláudio Furtado.

Segundo ele, além de não ter conhecimento do trabalho do novo titular da pasta, já que ele veio da Controladoria Geral da União, também não há perspectivas da uma coordenação nacional, que deixou de existir nesses dois anos de pandemia.

“A expectativa da gente é ver o que vai acontecer nesse final de governo, já que houve várias trocas de ministro e a gente também não tem o conhecimento do trabalho do novo ministro na área de educação, ou seja, foi uma pessoa que veio da Controladoria Geral da União, e a expectativa é esperar pra ver o que vai acontecer e quais serão as ações efetivas que o MEC vai tomar junto com as outras unidades da federação, porque até hoje, em meio a uma pandemia, não houve essa coordenação nacional que a gente esperava por parte do ministério, dando as diretrizes necessárias para a educação”, pontuou.

 

Redação

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe