A Paraíba o tempo todo  |

Secretária de Habitação propõe Auxílio Moradia às famílias que ocuparam o Edifício Nações Unidas em JP

Foto: Kleide Teixeira / Secom-JP

A secretária de Habitação de João Pessoa, Socorro Gadelha, recebeu, no final da manhã desta quarta-feira (6), uma comissão do Movimento de Luta nos Bairros, Vilas e Favelas (MLB) e representantes das famílias que ocuparam o Edifício Nações Unidas, no Centro da Capital. A gestora apresentou as soluções encontradas pela Prefeitura de João Pessoa para a desocupação do imóvel, que, de acordo com laudos da Defesa Civil, tem problemas estruturais que põem em risco a vida das pessoas.

Foto: Kleide Teixeira / Secom-JP

“Foi um encontro positivo. Nós expomos a situação do Edifício Nações Unidas, que atualmente não tem condições de habitação, pois apresenta fissuras e riscos de desmoronamento. Nós oferecemos cadastrar as 42 famílias nos nossos programas habitacionais e conversamos sobre possibilidade de oferecermos auxílio-moradia. Eles ficaram de nos dar uma resposta até esta quinta-feira”, pontou Socorro Gadelha.

O prédio foi ocupado na madrugada desta terça-feira (5) por famílias que alegam não ter condições de pagar aluguel e decidiram reivindicar o imóvel para moradia. O Edifício Nações Unidas foi desapropriado pela Prefeitura em 2019 para ser destinado ao funcionamento de mais um shopping popular no Centro da cidade.

Foto: Kleide Teixeira / Secom-JP

De acordo com Socorro Gadelha, já há um projeto para a reforma do imóvel, que contará com 43 apartamentos, além de salas comerciais. “Estamos trabalhando com Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado da Paraíba (Iphaep) para reformar o espaço. Acredito que em 60 dias a obra será licitada”, destacou.

O imóvel – Localizado em uma área tradicional e privilegiada do Centro da cidade – em frente ao Ponto de Cem Réis, o Edifício Nações Unidas conta com cinco pavimentos, com 54 salas que eram destinadas a diversos usos como escritórios e comércio. Além disso, o edifício conta com áreas de circulação, um elevador e uma área de subsolo, totalizando aproximadamente 765 m².

 

Secom-JP

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe