A ausência do prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD) ao encontro com o governador Ricardo Coutinho (PSB) e o grupo Ferreira Costa, nesta quinta-feira (14) não passou despercebida.

O governador Ricardo Coutinho chegou a dizer que o gestor não tem respeito com a população.

“Se o prefeito tivesse respeito à população, estaria aqui e a gente resolveria isso hoje. Ele cirou o problema e não veio resolver, não compareceu, mas o Ministério Público (MP) assumiu o processo e vai reestabelecer o estado de direito. Ali é um empreendimento de mais de R$ 100 milhões e tem direito de se instalar”, disse.

Ricardo classificou o saldo do encontro como extremamente positivo porque houve, segundo ele, conclusão do óbvio e afirmou que a prefeitura da capital não tinha motivos para impedir a continuidade das obras, tendo em vista que não havia sido iniciado a construção. Ele ainda revelou que teve acesso a documentos da gestão municipal que desaconselhavam o embargo.

“Eu tive acesso a documentos públicos graças a uma pessoa amiga minha na prefeitura em que o um desembargador e um fiscal diziam não haver motivos para embargar a obra. Afinal, como você cassa a licença com o argumento de uma suposta obra se o projeto final não tinha nem sido apresentado ainda”, arrematou.

 

VEJA OS DOCUMENTOS

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Mais de 2.600 cartões do Passe Legal foram bloqueados em setembro, em JP

Durante o mês de setembro, o sistema da biometria facial, que opera nos ônibus da capital, detectou a possibilidade de acesso irregular nos coletivos 83.628 vezes. Após verificação, ficou constatado…

Concurso para Procuradoria do Estado terá 12 vagas e edital deve sair em novembro

O concurso público da Procuradoria-Geral do Estado da Paraíba terá 12 vagas para o cargo de procurador. A informação foi revelada pelo procurador-geral do Estado, Fábio Andrade Medeiros. Fábio Andrade…