Por pbagora.com.br

A Secretaria de Saúde de Campina Grande esclareceu que abriu um Processo Administrativo Disciplinar para apurar as denúncias feitas por profissionais médicas do Instituto de Saúde Elpídio de Almeida (Isea) acerca de declarações preconceituosas, misóginas, difamatórias e injuriosas proferidas por um médico da maternidade.

A Direção do Isea já ouviu todas as profissionais que foram vítimas, instaurou o procedimento, acionou o Comitê de Ética e vai informar o Conselho Regional de Medicina.

A Secretaria Municipal de Saúde exige o máximo respeito a todos os profissionais de quaisquer áreas e atribuições em qualquer unidade do serviço público municipal de saúde e rechaça todo tipo de assédio, bem como repudia, veementemente, qualquer natureza de comentário ou discurso que inferiorize profissionais, sobretudo por questões de gênero.

Por fim, a Secretaria de Saúde orienta que outras profissionais que porventura se sentiram ofendidas, minorizadas ou que presenciaram ou testemunharam qualquer situação dessa natureza, procurem a Direção do Isea para informar sobre a prática.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

PRF na Paraíba realiza campanha de arrecadação de brinquedos para crianças carentes

Torne o Dia das Crianças mais especial. Um gesto simples que poderá fazer uma criança feliz A Polícia Rodoviária Federal (PRF) na Paraíba iniciou campanha de arrecadação de brinquedos novos…

Três bairros de João Pessoa ficam sem água nesta quarta-feira

A Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa) vai interromper o abastecimento de água nesta quarta-feira (30), das 7h às 13h, em três localidades de João Pessoa. De acordo…