A Assembleia Legislativa da Paraíba aprovou nesta quarta-feira (6) a redução das mensalidades de instituições de ensino da rede privada durante a não realização das aulas presenciais em momento de pandemia da Covid-19. No entanto, para entrar em vigor, o Projeto de Lei 1.696 precisa antes ser sancionado pelo governador João Azevêdo.

De acordo com o chefe do Executivo estadual, o texto deverá ser enviado à Procuradoria-Geral do Estado para que seja verificada a constitucionalidade.

O texto foi aprovado pelo Legislativo com base no Código de Defesa do Consumidor. Para os deputados, a não realização de aulas presenciais resulta na economia de despesas com consumo de água, de energia elétrica, limpeza, entre outros e essa economia precisa ser repassada aos estudantes e pais de alunos.

Estados como o Mato Grosso, Goiás, Pernambuco e Ceará apresentaram ou, até mesmo, já aprovaram textos semelhantes.

O texto passou pela ALPB com o voto favorável de 23 deputados e 11 contra.

 

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Ex-prefeita de São José dos Ramos é condenada por improbidade

A ex-prefeita do Município de São José dos Ramos, Maria Aparecida Rodrigues de Amorim, foi condenada pela prática de Improbidade Administrativa consistente no não recolhimento de contribuições previdenciárias. As penalidades…

Inmet alerta 105 cidades da Paraíba por acúmulo de chuvas

Nesta segunda-feira (25), o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um novo alerta para 105 cidades paraibanas com grau de severidade Perigo Potencial pelo acúmulo de chuvas. O comunicado é válido até…