Por pbagora.com.br

O deputado federal Ruy Carneiro utilizou suas redes sociais para lamentar a forma desordenada como foi feita a desocupação do Mercado Central, em João Pessoa. Para o parlamentar, é preciso equacionar o cumprimento de regras para garantir o isolamento social, com a possibilidade de que as famílias não fiquem sem renda. A opção sugerida por Ruy é de que a prefeitura, diante de um cadastro dos feirantes, possa conceder um auxílio para que estas pessoas possam colocar comida em suas mesas.

“Tudo deveria já ter sido planejado”, pontua Ruy Carneiro. Na opinião do deputado, os gestores já tiveram tempo e recursos suficientes para estruturar a rede de saúde e alternativas para a economia.

“A desocupação da parte da feira no Mercado Central, da forma como foi, é um desastre. A todo instante, vemos as pessoas dizerem ‘não pode trabalhar, mas também não recebemos nada de ajuda’. Um gestor deve ser atento a isto. Trabalho é vida, não é regalia. O que as pessoas querem é um meio para viver”, defendeu Ruy Carneiro.

O deputado argumenta que a prefeitura de João Pessoa possa oferecer um auxílio a estes comerciantes do Mercado Central, e dos demais mercados e feiras da capital, durante um prazo de dois meses, para que possam sustentar suas famílias.

“Se saem de casa para trabalhar, correm risco de adoecer. Se ficam em casa, correm risco de não ter comida na mesa. É um dilema que só quem pode ajudar a responder são os gestores públicos. Já chegaram recursos federais para a prefeitura de João Pessoa, e outros mais estão a caminho. Então, dá pra fazer. Mas, primeiro, é preciso querer fazer”, arremata o deputado.

 

Redação com Assessoria

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Duas horas após arrematar Hotel Tambaú, Grupo Arnaldo Gaspar desiste da compra

Duas horas após arrematar, em leilão virtual, o HOtel Tambaú pelo valor de R$ 40 milhões, o Grupo Arnaldo Gaspar solicitou o cancelamento da compra. O documento foi encaminhado ao…

PB Agora/Datavox: veja avaliação do prefeito e de Bolsonaro em Nova Floresta

A administração do atual prefeito da cidade de Nova Floresta recebeu a aprovação de 80,6% dos entrevistados na pesquisa PB Agora/Datavox divulgada nesta quinta-feira. Apenas 13,4% disseram que reprovavam a…