O prefeito Romero Rodrigues registrou, na manhã deste sábado, 7, suas condolências à família da professora, poeta, dramaturga e pesquisadora Maria de Lourdes Ramalho. Um dos expoentes da cultura campinense, embora nascida no Rio Grande do Norte, a autora premiada faleceu em casa, aos 96 anos de idade, completados no último dia 23 de agosto, vítima de uma parada respiratória.

De acordo com Romero Rodrigues – que assina decreto neste sábado estabelecendo luto oficial de três dias no Município – Lourdes Ramalho durante décadas foi uma lenda viva do teatro nordestino, principalmente por manter em sua obra uma forte carga de compromisso regional – o que a tornou uma respeitada escritora universal.

Autora de uma extensa obra para o teatro, Lourdes Ramalho conquistou com seus trabalhos muitos prêmios, homenagens e indicações, dentro e fora do Brasil. As peças da autora de maior sucesso são “Fogo Fátuo” (1974), “As Velhas” (1975) e “A Feira” (1976).

Irrequieta, Lourdes Ramalho também enveredou na produção de livros infantis e era, como pesquisadora, uma das referências mundiais da obra do escritor espanhol Federico García Lorca.

Velório e sepultamento

O velório do corpo da dramaturga será realizado no Teatro Municipal Severino Cabral, a partir das 10h. O sepultamento ocorrera neste domingo, 8, no mesmo horário, no Campo Santo Parque da Paz, na Avenida Assis Chateaubriand, no Velame.

PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Cuité, Bananeiras e Itabaiana encerram ciclos de seminários do PB Rural

Os municípios de Cuité, Bananeiras e Itabaiana encerram, na próxima semana, os Ciclos dos Seminários de Divulgação e Informações do Programa PB Rural Sustentável. Em Cuité, o evento acontecerá no…

Dois trechos de praias devem ser evitados pelos banhistas na Paraíba

Neste final de semana, o relatório da Superintendência de Administração do Meio Ambiente da Paraíba (Sudema) aponta que apenas dois trechos de praias  estão impróprios para o banho no litoral…