Por pbagora.com.br

Em solenidade de entrega da Escola Municipal  Professor Afonso Pereira da Silva, na manhã de hoje, no conjunto Cidade Verde, o prefeito Ricardo Coutinho (PSB) declarou que não vai suspender o contrato com a empresa SP Alimentação LTDA de terceirização dos serviços de distribuição de merenda escolar na rede municipal de ensino.

“Não vou suspender, o processo foi limpo e nenhuma empresa questionou o processo de licitação. Não vou atender aos desejos das empresas que perderam”, enfatizou o prefeito. Neste final de semana, uma fonte chegou a revelar que o prefeito admitiria a revisão do processo de terceirização.

Representantes do Sintem – JP reivindicam a suspensão do contrato, solicitando que sejam formadas comissões de licitação nas próprias escolas. A nota dessa solicitação estava prevista para ser entregue ao prefeito entre os dias de hoje e amanhã, mas Ricardo Coutinho já adiantou que não haverá suspensão de contrato.

A categoria considera o processo “nocivo”, porque resultará na demissão de merendeiras e ainda evitará a valorização do comércio local. Além disso, o contrato com a SP Alimentação gerou suspeitas por parte da oposição na Capital uma vez que a empresa está envolvidas em investigações do Ministério Público em São Paulo por participação em esquemas de fraudes de licitações com diversas prefeituras.

Redação PB Agora

 

 

Notícias relacionadas

Covid: no Sertão, Sousa lidera registro de novos casos nas últimas 24h

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) registrou, nesta quarta (27), 1.213 casos da Covid- 19. Entre os confirmados hoje, 73 (6%) são casos de pacientes hospitalizados e 1.140 (94%)…

Estudantes são selecionados pelo Instituto Global Attitude para projeto de monitores

O Instituto Global Attitude seleciona estudantes de graduação de todo o país para as vagas do primeiro semestre de 2021 do programa de monitores do projeto MONUEM-ERESP. Os selecionados levarão…